English version

Chamada para Propostas – eScience 2019

 

EVENTO DE LANÇAMENTO DA CHAMADA DE PROPOSTAS - 29/11/2019 - 09H30 


Chamada FAPESP para submissão de propostas de pesquisa no Programa FAPESP de Pesquisa em eScience e Data Science: Saúde Humana Digital

 


Sumário:

A presente chamada aceitará a submissão de propostas em eScience e Data Science em Saúde Digital (pesquisa colaborativa conduzida conjuntamente por pesquisadores da área de Computação e da área de Ciências da Vida, sendo restrito a problemas voltados à saúde humana)

Prazo para submissão da proposta:

10 de fevereiro de 2020

Anúncio dos resultados:

Junho de 2020

Modalidades de Apoio:

Auxílio à Pesquisa – Regular, Auxílio à Pesquisa – Projeto Temático e Auxílio à Pesquisa – Jovens Pesquisadores (propostas devem ser submetidas em inglês);
PIPE – fase I ou II (propostas devem ser submetidas em submetidas em inglês ou português)

Submissão:

As propostas devem ser submetidas através da plataforma SAGe da FAPESP

Recursos financeiros disponíveis:

O total de recursos disponíveis para esta chamada de propostas é de até R$ 6 milhões (seis milhões de reais) para todas as modalidades de apoio.

Elegibilidade:

Seguindo as normas e orientações de cada modalidade de apoio, item 3 da chamada.

Contato na FAPESP:

Dra. Simone Godoi – eScience@fapesp.br


 

1. Introdução

1.1 A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, anuncia publicamente esta chamada de propostas e convida pesquisadores, vinculados a instituições de ensino superior e pesquisa no Estado de São Paulo ou vinculados a empresas de pequeno porte (com até 250 empregados) com unidade de P&D no Estado de São Paulo, a apresentarem propostas de pesquisa nas condições aqui descritas.

1.2 O objetivo principal do Programa FAPESP de Pesquisa em eScience e Data Science é encorajar abordagens ousadas, inovadoras e não convencionais para pesquisa multidisciplinar de classe mundial envolvendo colaboração conjunta de pesquisadores da computação e em outras áreas.

2. Temas de Pesquisa

2.1 As propostas de pesquisa devem ser elaboradas na área de eScience e Data Science em Saúde Digital, área caracterizada por abranger todos os tipos de pesquisa colaborativa conduzida em conjunto por pesquisadores da área de Computação e de Ciências da Vida, restringindo-se a pesquisa a questões de Saúde Humana.

2.2 Nesta chamada de propostas poderão ser submetidas propostas em eScience e Data Science em Saúde Digital, incluindo, mas não se limitando aos seguintes tópicos:

a. Inteligência artificial aplicada a big data em saúde humana;

b. Data Science para Saúde Humana;

c. Medicina personalizada

d. Visão computacional e realidade aumentada em saúde humana;

e. Sistemas de apoio a decisão em medicina;

f. Informática médica;

g. Sistemas robóticos em saúde humana;

h. Telemedicina;

i. Projeto e desenvolvimento de sensores para aplicações em saúde humana;

j. Segurança, privacidade, confiabilidade e visualização de dados de saúde humana;

k. Bioinformática, genética humana e médica;

l. Novas interfaces digitais para sistemas de informação em saúde humana, por exemplo interfaces tácteis ou monitoradas por voz;

m. Interfaces cérebro-computador;

n. Gestão, administração e ministração de fármacos;

o. Integração e interoperabilidade de dados e sistemas em ambientes distribuídos para a saúde humana;

p. Engenharia de fatores humanos, usabilidade e ergonomia de equipamentos e sistemas computacionais em medicina e saúde;

q. Sistemas de monitoramento de pacientes.

3. Modalidades de Apoio: duração, elegibilidade e itens financiáveis

3.1 As modalidades de apoio da FAPESP possíveis para esta chamada de propostas são:

I) Auxílio à Pesquisa  Projeto Temático: Com duração de 60 meses. Informações específicas para essa modalidade de apoio, incluindo requisitos de elegibilidade e itens financiáveis, estão disponíveis em www.fapesp.br/176. Excepcionalidades para esta chamada:

a. As propostas na modalidade Auxílio à Pesquisa - Projeto Temático podem também incluir solicitações de bolsas de mestrado (MS) e/ou doutorado (DR). Observe que a duração das bolsas não pode exceder a duração do projeto e o orientador deve ser o Pesquisador Responsável ou um Pesquisador Principal da proposta;

b. Para projetos que solicitem bolsas na modalidade Treinamento Técnico (TT), nível 3 ou superior, a Instituição sede do projeto deverá garantir uma contrapartida equivalente de pessoal na área de Tecnologia da Informação - por exemplo, Analistas de Sistemas Júniores ou Sêniores que estarão envolvidos no projeto para design de software, desenvolvimento e documentação.

II) Auxílio à Pesquisa  Regular: Com duração de até 36 meses, excepcionalmente para esta chamada. Informações específicas para essa modalidade, incluindo requisitos de elegibilidade e itens financiáveis, estão disponíveis em www.fapesp.br/137. Excepcionalidades para esta chamada:

a. As propostas na modalidade Auxílio à Pesquisa - Regular podem incluir pedidos de bolsas de Iniciação Científica (IC), Mestrado (MS) e Pós-Doutorado (PD). Observe que a duração das bolsas não pode exceder a duração do projeto e o orientador/supervisor deve ser o Pesquisador Responsável da proposta.

b. Para projetos que solicitem bolsas na modalidade Treinamento Técnico (TT), nível 3 ou superior, a Instituição sede do projeto deverá garantir uma contrapartida equivalente de pessoal na área de Tecnologia da Informação - por exemplo, Analistas de Sistemas Júniores ou Sêniores que estarão envolvidos no projeto para design de software, desenvolvimento e documentação.

c. O orçamento total solicitado à FAPESP (incluindo “Reserva Técnica” e eventuais bolsas), deve ser de até R$ 100.000,00 (cem mil reais) por ano para propostas com duração de 36 meses. Para propostas com duração menor, o valor máximo solicitado deve ser proporcionalmente menor.

III) Auxílio à Pesquisa – Jovens Pesquisadores: Com duração de 60 meses. Informações específicas para essa modalidade, incluindo requisitos de elegibilidade e itens financiáveis, estão disponíveis em www.fapesp.br/jp/.

IV) Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE): Para esta chamada, as propostas PIPE (fase I ou fase II) devem demonstrar claramente as evidências de inovação envolvendo uma colaboração conjunta de especialistas em Computação e em qualquer campo das Ciências da Vida, exclusivamente para questões associadas à saúde humana. Mais informações, incluindo requisitos de elegibilidade e itens financiáveis, estão disponíveis em www.fapesp.br/pipe.

4. Características da proposta: como preparar e enviar uma proposta

4.1 Preparando uma proposta

4.1.1 Cada proposta deve ser composta pelo Projeto de Pesquisa e pelo conjunto de documentos e formulários exigidos no sistema SAGe para a modalidade de apoio selecionada;

4.1.2 As diretrizes para a apresentação de propostas nas modalidades Auxílio à Pesquisa – Regular, Auxílio à Pesquisa – Projeto Temático e Auxílio à Pesquisa – Jovens Pesquisadores estão descritas no Anexo I. O projeto de pesquisa, para essas três modalidades de apoio, deve ser escrito em inglês, pois podem ser convidados à análise assessores ad hoc estrangeiros. Ao preparar a proposta, por favor, use os títulos indicados no Anexo I como títulos de seção.

4.2 Submetendo uma proposta

4.2.1 As propostas devem ser enviadas à FAPESP através do sistema SAGe (www.fapesp.br/sage).

4.2.2 Nenhuma proposta será aceita após a data limite para submissão, nem qualquer adendo ou justificativa serão aceitos, exceto aqueles explicitamente e formalmente solicitados pela FAPESP.

5. Cronograma

Anúncio da Chamada

22/10/2019

Data limite para submissão de propostas

10/02/2020

Divulgação das propostas selecionadas

Junho de 2020

6. Recursos Financeiros disponíveis para esta Chamada de Propostas

6.1 O total de recursos disponíveis para esta chamada de propostas é de até R$ 6 milhões (seis milhões de reais) (aproximadamente, o equivalente a até US$ 1,5 milhões) para todas as modalidades de apoio. A FAPESP reserva-se o direito de propor valores de financiamento inferiores aos solicitados para as propostas recebidas.

7. Propriedade intelectual

7.1 A política de propriedade intelectual da FAPESP está disponível em: www.fapesp.br/pi.

8. Comunicação de resultados

8.1 Os resultados serão divulgados no site da FAPESP (www.fapesp.br) e por meio de comunicação aos proponentes.

9. Publicações associadas aos projetos financiados

9.1 As publicações científicas resultantes dos projetos financiados devem obedecer a Política de Acesso Aberto da FAPESP  http://www.fapesp.br/12632

10. Perguntas sobre esta Chamada de Propostas

Dúvidas sobre esta chamada devem ser enviadas, exclusivamente, para:

E-mail: eScience@fapesp.br

Dra. Simone Godoi – Coordenadora de Programa Científico – Área de Saúde.



Anexo I

Informação específicas para Auxílio à Pesquisa – Regular, Auxílio à Pesquisa – Projeto Temático e Auxílio à Pesquisa – Jovens Pesquisadores

1. Características das propostas de pesquisa

Dadas as particularidades do Programa em eScience e Data Science, todos os projetos devem apresentar claramente os itens abaixo:

a. O engajamento de cientistas da área de Computação e cientistas de Ciências da Vida, sendo pelo menos um colaborador da área de Computação (CS) e um de Ciências da Vida.

b. Evidências da pesquisa em CS: considerando que eScience está voltada a explorar como os avanços em pesquisa na área de Ciência da Computação podem ajudar a enfrentar os principais desafios científicos e tecnológicos em outras áreas, os projetos devem ter um núcleo sólido de pesquisa em CS.

c. Evidências dos benefícios para a pesquisa em Ciências da Vida: os projetos devem indicar claramente os resultados científicos esperados na área de Ciências da Vida para a saúde humana.

d. Evidências de oferta de treinamento em práticas de eScience e Data Science: dada a falta de mão de obra qualificada para atender às demandas específicas de projetos multidisciplinares, as propostas são incentivadas a demonstrar como oferecerão treinamento combinando práticas de Computação com práticas em Ciências da Vida.

e. Plano de Gestão de Dados (www.fapesp.br/gestaodedados): uma característica importante dos projetos de eScience é sua dependência de práticas de gestão de dados e a necessidade de tornar os resultados públicos, para permitir a reutilização e a colaboração com outros grupos. Portanto, todos os projetos submetidos nessa chamada, exceto os projetos na modalidade PIPE, devem fornecer uma indicação de como pretendem gerenciar os dados produzidos (sendo que o termo “dados” é considerado no seu sentido mais amplo, e inclui arquivos, algoritmos, softwares, amostras, modelos, material curricular e outros).

2. Elaborando a proposta de pesquisa, por favor, seguir as orientações abaixo

a. Os itens 1 a 9 devem necessariamente fazer parte do Projeto de Pesquisa, juntamente com as seções sugeridas para cada modalidade de financiamento. Todos esses itens devem ser redigidos em inglês.

b. O Plano de Gestão de Dados (www.fapesp.br/gestaodedados) é um requisito obrigatório para a apresentação e deverá ser anexado à proposta.

c. Esta chamada de propostas estabelece o limite de 20 (vinte) páginas para projetos nas modalidades Auxílio à Pesquisa – Regular e Auxílio à Pesquisa – Jovens Pesquisadores, e 30 (trinta) páginas para projetos na modalidade Auxílio à Pesquisa – Projeto Temático. Em qualquer modalidade de apoio deve-se utilizar espaçamento 1,5 e fonte equivalente a Times New Roman ou Arial 12. Estes limites de página incluem publicações relevantes, Figuras e Tabelas quando for o caso e referências bibliográficas.

d. Por favor, use títulos de seção conforme listado nos itens de 1 a 10 da tabela abaixo:

1

Folha de rosto

- Título do projeto, nomes do Pesquisador Responsável e do(s) Pesquisador(es) Principal(is), quando aplicável, e suas respectivas instituições de vínculo, data de início e data de término do projeto.

Índice

- Índice com a indicação do número da página de cada seção.

Resumo

- No máximo 20 linhas.

2

Apresentação do(s) problema(s) científico(s) a ser(em) abordado(s) no projeto, incluindo de forma clara as contribuições para eScience e Data Science em Saúde Digital

- Descrição dos desafios científicos em eScience e sua relevância.

- Significância e relevância para o programa eScience da FAPESP. Esta seção deve incluir uma descrição clara da contribuição para as áreas de Ciência da Computação e Ciências da Vida, para a saúde humana.

- Resumo de resultados preliminares, se houver.

3

Objetivos específicos e resultados esperados

- Lista dos objetivos do projeto, com uma breve descrição de cada um.

- Descrição do conhecimento que será gerado e como esse conhecimento será disseminado para a comunidade.

- Descrição dos impactos esperados dos resultados na ciência, educação, indústria, sociedade, meio ambiente etc.

4

Materiais e Métodos

- Descrição da metodologia para superar os desafios propostos no projeto.

- Referências relevantes sobre estes desafios e os métodos e meios propostos.

5

Cronograma

- Previsão de conclusão do projeto.

- Lista dos principais marcos do projeto para avaliar seu progresso e sua conclusão.

6

Plano de Gestão de Dados

- Para todos os projetos submetidos nessa chamada, exceto os projetos na modalidade PIPE, o Plano de Gestão de Dados é um documento obrigatório que deve ser anexado à proposta e não precisa fazer parte do texto principal. Este documento, anexado, deve estar em inglês.

- Instruções sobre como preparar um Plano de Gestão de Dados estão disponíveis em www.fapesp.br/gestaodedados.

7

Disseminação e Avaliação

- Descrição sobre a avaliação dos resultados e como esses serão divulgados à comunidade pertinente. Considere, em particular, políticas de compartilhamento de dados e software produzidos no projeto.

- A disseminação deve incluir meios de divulgação acadêmicos estabelecidos, como trabalhos em conferências internacionais de alto impacto e periódicos arbitrados. Todos os projetos selecionados devem, além disso, ter uma presença detalhada na Web. Canais adicionais para disseminação incluem workshops regionais, seminários de pós-graduação, projetos de software de código aberto e componentes curriculares, como cursos ou materiais didáticos.

- Os projetos eScience também valorizam a construção de bases de dados de referência e softwares de código aberto para uso da comunidade científica.

- Evidências de oferecer treinamento em práticas de eScience.

8

Financiamento e Recursos adicionais

- Descrição de financiamento e recursos adicionais solicitados a outras fontes e já disponíveis (por exemplo, da instituição sede do projeto ou de outras agências de fomento). Os recursos podem ser ativos, bens, serviços, infraestrutura e equipamentos, entre outros.

9

Referências

- Referências citadas nos itens anteriores.

10

Disponibilização de recursos humanos pela instituição sede

- Para Projetos Temáticos e Auxílios Regulares em que haja solicitação de bolsas de Treinamento Técnico (TT), nível 3 ou acima, a instituição sede do projeto deve oferecer garantia, por escrito, como contrapartida às bolsas solicitadas, de financiamento de pessoal de Tecnologia de Informação (TI) – por exemplo, Analista Junior ou Analista Sênior que trabalharão no projeto em design, desenvolvimento e documentação de software.

ATENÇÃO: o item 10 não está incluso no limite de número de páginas e não precisa ser redigido em inglês.

3. Benefícios e compromissos específicos do programa eScience

a. O Programa eScience terá eventos periódicos com a presença obrigatória para todos os Pesquisadores Responsáveis envolvidos com o Programa e, em alguns casos, seus colaboradores e alunos. Tais eventos serão uma oportunidade especial para atualizar todos os envolvidos na pesquisa realizada no domínio e para ter acesso a novos dados e informações antes da publicação.

b. As propostas devem indicar claramente quais esforços serão feitos para que os resultados dos projetos selecionados (incluindo a propriedade intelectual desses resultados) sejam disponibilizados publicamente, com especial atenção à Política de Acesso Aberto da FAPESP (http://www.fapesp.br/12632). Seguindo o Código de Boas Práticas Científicas www.fapesp.br/boaspraticas/FAPESP-Code_of_Good_Scientific_Practice_2014.pdf e as políticas do Plano de Gestão de Dados www.fapesp.br/gestaodedados, os resultados devem ser disponibilizados publicamente – essas considerações também se aplicam a software, documentação, relatórios técnicos, bancos de dados, conjuntos de dados, workflows, etc. gerados pelo projeto.

4. Processo de revisão

A análise e o acompanhamento do projeto seguirão a sistemática e o fluxo de análise da FAPESP. A avaliação de todos os projetos levará em consideração as evidências de pesquisa em Ciência da Computação e o impacto real na pesquisa em Ciências da Vida, para a saúde humana. Algumas questões específicas aplicáveis ao Programa eScience FAPESP:

a. A adequação das bolsas solicitadas em relação aos objetivos da proposta e a qualificação da equipe proponente é uma consideração primordial na análise. O Programa incentiva propostas que incluem a participação de pesquisadores de nível de pós-doutorado.

b. Colaboração via co-supervisão: são encorajadas propostas que considerem bolsas de estudo com co-supervisão de cientistas da área de computação e cientistas de outra área. Neste caso, o plano de atividades do bolsista deve indicar a co-supervisão.

c. Colaborações no Estado de São Paulo: o programa incentiva a criação de redes de colaboração e intercâmbio de estudantes. Os pesquisadores devem procurar estabelecer colaboração com instituições no Estado com histórico de pesquisa incipiente, como por exemplo departamentos recentemente estabelecidos. Isto é considerado como um meio para promover ou fortalecer novos grupos de pesquisa.

d. Colaborações internacionais: o programa incentiva projetos que fomentem a colaboração internacional com grupos de excelência trabalhando no tópico abordado. A indicação de tais colaborações será um elemento positivo na avaliação das propostas.

e. Envolvimento da indústria e centros de pesquisa: o programa incentiva a colaboração com centros de pesquisa e indústrias. Isto é desejável, inclusive, sob dois pontos de vista - financiamento adicional e aumento do impacto dos resultados.



Anexo II – INSTRUÇÕES ESPECÍFICAS PARA O USO DO SAGe

1. É necessário que o Pesquisador Responsável pela proposta no Estado de São Paulo seja cadastrado no sistema SAGe:

(i) Pesquisadores que não possuem cadastro no SAGe devem realiza-lo acessando o endereço www.fapesp.br/sage. Para tanto, clicar em “Sem cadastro?” e preencher os dados solicitados. Atenção: não basta apenas cadastrar-se como usuário, é necessário completar os dados cadastrais;

(ii) Pesquisadores já cadastrados devem realizar o login no SAGe com identificação e senha usuais.

2. Na página inicial do SAGe selecionar, dentre as opções do menu “Acesso Rápido – Atividades do Pesquisador”, a opção “Nova Proposta Inicial”;

3. Na seção seguinte Chamadas Vigentes – Selecionar, dentre as modalidades de apoio dessa chamada, aquela pretendida (eScience - Jovem Pesquisador / Chamada de Propostas (2018) , eScience - PIPE - Fase 1 / Chamada de Propostas (2019), eScience - PIPE - Fase 2 Direta / Chamada de Propostas (2019), eScience - PIPE - Fase 2 Indireta / Chamada de Propostas (2019), eScience - Projeto de Pesquisa - Regular / Chamada de Propostas (2019) , eScience - Projeto de Pesquisa - Temático / Chamada de Propostas (2019)).

4. Na seção “Incluir Proposta – Linha de Fomento Selecionada” selecionar a opção “Incluir” para a partir da página seguinte iniciar a elaboração da proposta inserindo os dados solicitados em todas as abas, inclusive a lista de documentos a serem anexados;

5. Atenção para a obrigatoriedade de preenchimento de todos itens marcados com “ * ” e de submeter a proposta ao final do preenchimento. Proposta salva não significa proposta submetida. Ao submeter corretamente uma proposta será gerado um número de processo;

6. Em caso de dúvidas, acessar o link “Manuais”, disponível na página inicial do SAGe. Em “Manuais”, buscar esclarecimentos na lista “Manuais de Apoio aos Pesquisadores”.

IMPORTANTE: Recomenda-se fortemente verificar eventuais pendências da proposta utilizando a opção “Validar” do SAGE. Ao selecioná-la, o sistema apresentará as pendências impeditivas para submissão da proposta, considerando os itens já inseridos. Isso pode ser feito repetidas vezes, à medida em que a proposta for sendo construída, permitindo que sejam tomadas as providências necessárias à submissão efetiva da proposta. Em caso de dúvida sobre a utilização do SAGE, além dos “Manuais”, a FAPESP também disponibiliza atendimento pelo Setor de Informações (11 3838-4000).

 

Versão para impressão | URL: fapesp.br/13652