Chamada de Propostas de Pesquisa FAPESP-BRASKEM 2013 para Apoio à Pesquisa

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, e a BRASKEM tornam pública a presente Chamada de Propostas de Pesquisa e convidam os pesquisadores interessados, vinculados a instituições de ensino superior e de pesquisa, públicas e privadas, no Estado de São Paulo, a apresentar propostas de projetos de pesquisa no âmbito do Acordo de Cooperação Científica e Tecnológica firmado entre a FAPESP e a BRASKEM. As propostas serão recebidas em fluxo contínuo, na forma e condições a seguir estabelecidas.

1. Objetivo

O objetivo desta Chamada de Propostas de Pesquisa é identificar, selecionar e apoiar projetos de pesquisa fundamental e aplicada, de classe mundial, relacionados aos temas descritos na Seção 2.

2. Temas relevantes para esta Chamada de Propostas de Pesquisa

Os temas de interesse da FAPESP e da BRASKEM e que são objeto desta Chamada de Propostas de Pesquisa para projetos de pesquisa cooperativa entre pesquisadores de instituições de ensino superior e de pesquisa, públicas e privadas, no Estado de São Paulo e pesquisadores da BRASKEM são descritos no Anexo I deste documento.

3. Condições de participação

As condições de participação na Chamada de Propostas de Pesquisa listadas abaixo serão aplicadas rigorosamente. Por favor, leia-as cuidadosamente. Propostas que violem alguma das condições serão excluídas.

3.1 As propostas devem ser apresentadas por pesquisadores de instituições de ensino superior e de pesquisa, públicas e privadas, no Estado de São Paulo. Aplicam-se as condições e restrições do Programa FAPESP de Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE), conforme disponível em www.fapesp.br/pite, excluindo-se aquelas restrições e condições explicitamente excepcionadas nesta Chamada de Propostas de Pesquisa. Recomenda-se a leitura detalhada das regras do Programa PITE antes da submissão da proposta.

3.2 Propostas que estejam incompletas, imprecisas, ou que de alguma maneira não sejam aderentes aos termos desta Chamada, segundo análise pelo Comitê Gestor do Acordo FAPESP-BRASKEM, serão excluídas.

4. Características das propostas de pesquisa

As propostas deverão buscar os seguintes objetivos de pesquisa:

4.1 Soluções novas e criativas: os projetos que se buscam não são do tipo engenharia incremental com um resultado garantido, mas sim propostas que explorem e criem nova tecnologia e conhecimento e que contribuam para a formação de recursos humanos na área. A FAPESP e a BRASKEM encorajam abordagens ousadas, originais e não convencionais para os desafios científicos e tecnológicos centrais nos temas listados na Seção 2.

4.2 Relevância imediata: A FAPESP e a BRASKEM buscam projetos que sejam intensamente conectados ao desenvolvimento de tecnologias baseadas em conhecimentos avançados e relevantes para a competitividade da empresa. Os objetivos devem ser específicos, mensuráveis e orientados a resultados com métricas tangíveis.

4.3 Disseminação e comunicação: Os resultados da pesquisa devem ser amplamente comunicados nas comunidades científicas relevantes, usando-se canais acadêmicos estabelecidos, tais como conferências internacionais e revistas científicas relevantes. Todos os projetos selecionados devem resultar em presença detalhada na Web e relevantes apresentações em conferências e publicações. Outros canais para o desenvolvimento comunitário podem incluir workshops regionais, seminários de pós-graduação e itens curriculares como cursos ou materiais para cursos.

4.4 Propriedade intelectual dos resultados: os direitos de propriedade intelectual sobre os resultados serão objeto de cláusula em convênio entre a FAPESP, a BRASKEM e a Instituição Sede de cada um dos projetos selecionados. A FAPESP, a BRASKEM e a Instituição Sede se comprometem a utilizar os instrumentos para proteção da propriedade intelectual de tal forma que a obtenção desta, seja por meio de patentes ou outras ações, não seja afetada pela comunicação dos resultados em canais científicos e técnicos.

5 Recursos destinados a esta chamada

O total de recursos oferecido pela FAPESP e pela BRASKEM para atender às propostas selecionadas nesta Chamada de Propostas de Pesquisa é de R$ 10.000.000,00 (dez milhões de reais), sendo R$ 5.000.000,00 pela FAPESP e R$ 5.000.000,00 pela BRASKEM. A adequação do orçamento proposto aos objetivos e à capacidade da equipe proponente constitui aspecto relevante que será considerado na análise e seleção das propostas. A FAPESP e a BRASKEM se reservam o direito de propor orçamentos menores do que os solicitados para algumas das propostas selecionadas.

5.1 As propostas devem apresentar separadamente os itens de orçamento solicitados à FAPESP e à BRASKEM, buscando manter em torno de 50% a fração do valor total solicitada a cada um dos financiadores. Tal equilíbrio é desejável, mas não é obrigatório, podendo afastar-se dos 50% devido a situações específicas e justificadas.

5.2 Os itens de orçamento que podem ser solicitados à FAPESP são aqueles tradicionalmente apoiados pela Fundação no Programa PITE e descritos em: www.fapesp.br/1656

5.3 Os itens de orçamento que podem ser cobertos com recursos da BRASKEM devem estar restritos a:

a. Recursos aplicados em bens de capital ou equipamentos, se estes ficarem sob propriedade das instituições de ensino superior e de pesquisa no Estado de São Paulo após o projeto;

b. Recursos aplicados em bolsas de estudo para Iniciação Científica, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado, com valores, no mínimo, iguais aos das bolsas FAPESP para estas modalidades, sem a caracterização de vínculo empregatício com a BRASKEM;

c. Recursos para complementação salarial dos pesquisadores contratados pelas instituições de ensino superior e de pesquisa, participantes do projeto, a serem pagos de acordo com as regras das instituições, sem a caracterização de vínculo empregatício com a BRASKEM;

d. Recursos aplicados em custeio de materiais de consumo, viagens e serviços de terceiros diretamente associados ao projeto;

e. Recursos aplicados na infraestrutura de pesquisa associada ao projeto;

f. Recursos para a contratação, pelo prazo do projeto, de pesquisadores ou técnicos de apoio dedicados ao projeto na instituição acadêmica parceira, sem a caracterização de vínculo empregatício com a BRASKEM;

6 Duração do Projeto

As propostas deverão ser para projetos de pesquisa com duração de até, no máximo, 36 meses.

7 Formatação das Propostas

As propostas devem ser apresentadas em papel (uma única via) e acompanhadas de um CD contendo, em um único arquivo de formato PDF, todo o material a ser submetido, na sequência descrita a seguir.

Para uma lista detalhada dos documentos a serem submetidos à FAPESP, acessar o item 16 do Formulário de Submissão, item 16, Documentos a anexar.

Formulário disponível em: www.fapesp.br/8266

A proposta deve conter obrigatoriamente:

7.1 Formulário FAPESP-BRASKEM (inclui o Cadastro do Pesquisador). Propostas apresentadas em outros formulários FAPESP serão desqualificadas na autuação. Formulário disponível em: www.fapesp.br/8266

7.2 Projeto de Pesquisa: as propostas devem cobrir os itens de a. a f., abaixo, em no máximo 20 páginas, usando tipo de tamanho 12 e espaçamento duplo. Por favor, use os títulos listados de a. a f. como títulos de seções:

a. Enunciado do problema: Qual será o problema tratado pelo projeto e qual sua importância? Qual será a contribuição para a área se bem sucedido? Cite trabalhos relevantes na área, conforme necessário.

b. Resultados esperados: O que será criado ou produzido como resultado do projeto proposto? Como os resultados serão disseminados?

c. Desafios científicos e tecnológicos e os meios e métodos para superá-los: explicite os desafios científicos e tecnológicos que o projeto se propõe a superar para atingir os objetivos. Descreva com que meios e métodos estes desafios poderão ser vencidos. Cite referências que ajudem os assessores que analisarão a proposta a entenderem que os desafios mencionados não foram ainda vencidos (ou ainda não foram vencidos de forma adequada) e que poderão ser vencidos com os métodos e meios da proposta em análise.

d. Cronograma: Quando o projeto será completado? Quais os eventos marcantes que poderão ser usados para medir o progresso do projeto e quando estará completo? Caso o projeto proposto seja parte de outro projeto maior já em andamento, estime os prazos somente para o projeto proposto.

e. Disseminação e avaliação: Como os resultados do projeto deverão ser avaliados e como serão disseminados?

f. Outros apoios: Demonstre outros apoios ao projeto, se houver, em forma de fundos, bens ou serviços, mas sem incluir itens como uso de instalações da instituição que já estão disponíveis. Note que os pesquisadores responsáveis pelas propostas selecionadas deverão apresentar carta oficial assinada pelo dirigente da Instituição Sede, comprometendo os recursos e bens adicionais descritos na proposta.

7.3 Apresentação da equipe. Todos os participantes do projeto devem ser elencados e todos os campos totalmente preenchidos, incluindo assinaturas.

Formulário disponível em: www.fapesp.br/8266

7.4 Plano de Atividades para as Bolsas (Iniciação Científica, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado) solicitadas:

a. Os custos para Bolsas de Iniciação Científica, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado, cujos prazos devem ser iguais ou menores do que o prazo de duração do projeto, poderão ser cobertos com recursos da BRASKEM, dependendo da análise da proposta e da disponibilidade financeira, a ser verificada no momento da seleção das propostas. Os valores das bolsas deverão ser, no mínimo, iguais aos das bolsas FAPESP para estas modalidades, incluindo a Reserva Técnica.

b. Para cada bolsa solicitada deverá ser apresentado, com a proposta inicial, um Plano de Trabalho com até duas páginas, incluindo Título do Projeto de Bolsa, Resumo e Descrição do Plano. Não é necessário indicar o nome do bolsista na proposta, mas caso o projeto seja aprovado, o Pesquisador Responsável deverá providenciar processo seletivo anunciado publicamente para selecionar os bolsistas por mérito acadêmico.

7.5 Planilhas de orçamento e cronogramas físico-financeiros: formulários disponíveis em: www.fapesp.br/8266

a. Planilha do Orçamento Consolidado, por rubrica e por fonte (FAPESP, BRASKEM e outras fontes como a Instituição Sede, universidades, institutos, outras agências);

b. Planilhas de Orçamento (para ambos, FAPESP e BRASKEM).

c. Planilhas de Cronogramas físico-financeiros (para ambos, FAPESP e BRASKEM).

7.6 Súmula Curricular FAPESP para o Pesquisador Responsável, Pesquisadores Principais e Pesquisadores Associados, inclusive de pesquisadores da BRASKEM ou de outros parceiros, quando houver. Instruções para a criação do documento estão disponíveis em: www.fapesp.br/5266 

8 Comunicações relativas a esta Chamada de Propostas de Pesquisa

8.1 Para esclarecimentos

Para atendimento mais eficaz, solicita-se incluir “Chamada FAPESP-Braskem” no campo “Assunto” do e-mail.

a. Esclarecimentos sobre esta Chamada de Propostas de Pesquisa na FAPESP:

Por favor, envie todas as questões sobre esta Chamada de Propostas de Pesquisa para chamada_braskem@fapesp.br. Para atendimento mais eficaz, por favor, inclua "Chamada FAPESP-BRASKEM" no campo "Assunto" do e-mail. Contato:

Diego Muñoz 
Diretoria Científica
FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo
E-mail: chamada_braskem@fapesp.br

b. Esclarecimentos técnicos com a BRASKEM S.A.

Solicitações de orientação técnica junto à BRASKEM devem ser encaminhadas a:

Dr. Augusto Morita
Coordenador de Planejamento e Gestão da Inovação
BRASKEM
E-mail: chamada_fapesp_braskem@braskem.com

A aderência às orientações oferecidas pela empresa não garante a aprovação da proposta - lembra-se aos interessados que a análise será feita usando-se o sistema de análise por pares, adotado nas mais importantes agências de fomento à pesquisa, conforme disponível em www.fapesp.br/1480.

9 Análise e Seleção das Propostas de Pesquisa

9.1 As propostas recebidas até 06/11/2014 e consideradas aderentes aos termos desta Chamada de Propostas serão analisadas em fluxo contínuo, enquanto houver recursos disponíveis para esta Chamada, sendo os resultados anunciados à medida que os procedimentos de análise forem finalizados.

9.2 Todas as propostas consideradas aderentes aos termos desta Chamada de Propostas de Pesquisa serão imediatamente encaminhadas para análise.

9.3 A seleção das propostas será realizada usando-se pareceres de assessoria ad hoc e recomendações das Coordenações de Área e Adjuntas da FAPESP, obedecendo à política de potencial conflito de interesse e de acordo com a sistemática de análise por pares da FAPESP, conforme disponível em www.fapesp.br/1480, com a participação do Comitê Gestor da cooperação FAPESP-BRASKEM.

9.4 Todas as propostas serão analisadas usando-se os seguintes critérios:

a. Aderência aos termos especificados nesta Chamada;

b. Originalidade e ousadia da proposta de pesquisa acadêmica, em relação às linhas de pesquisa propostas, objetivos de pesquisa bem definidos e que, se atingidos, tenham potencial de impacto significativo no campo de pesquisa;

c. Qualidade do projeto de pesquisa, na especificação clara dos objetivos, dos desafios a vencer e dos meios e métodos científicos, técnicos e materiais para isso, em relação ao estado da arte no campo;

d. Qualidade e diligência da engenharia, incluindo a base científica, metodologia de testes e planos para implementação experimental;

e. Adequação da infraestrutura oferecida pela Instituição Sede;

f. Qualificação do Pesquisador Responsável pela proposta e sua equipe, demonstrada por histórico anterior de resultados de pesquisa em áreas relevantes a esta Chamada, finalização bem-sucedida de projetos anteriores, prêmios e reconhecimentos por atividade docente e publicações, demonstradas nas Súmulas Curriculares dos Pesquisadores do Projeto;

g. Viabilidade da execução do projeto, incluindo a adequação dos recursos disponíveis, apoio institucional, razoabilidade dos cronogramas, quantidade e qualificação dos participantes, valor, o que inclui o uso eficiente dos recursos solicitados;

h. Potencial para ampla disseminação e uso da propriedade intelectual criada, incluindo-se: planos para publicações científicas, apresentações em conferências, patentes, bem como planos para distribuição dos conteúdos em múltiplos formatos e linguagens;

i. Formação de novos pesquisadores e profissionais, propiciada pela execução do projeto;

j. Potencial para inovação tecnológica envolvendo uma análise do potencial de mercado ou aplicações, possíveis dificuldades para implementação industrial e formas de suplantá-las, comparativo com tecnologias concorrentes e os motivos da tecnologia apresentada ser mais vantajosa que a utilizada atualmente.

9 Cronograma

Evento

Datas

Publicação da Chamada no Portal da FAPESP. Propostas podem ser submetidas a qualquer momento.

07/11/2013

Última data para recebimento de propostas.

06/11/2014

Publicação dos resultados do processo de análise e seleção

Em fluxo contínuo, conforme as propostas são analisadas

10 Resultados da Seleção de Propostas

O resultado final sobre cada proposta analisada será comunicado ao interessado e a lista de propostas concedidas será periodicamente atualizada no portal da FAPESP.

11 Cancelamento da Concessão

A concessão do apoio financeiro poderá ser cancelada pela FAPESP, por ocorrência, durante sua execução, de fato cuja gravidade justifique o cancelamento, a critério da Diretoria Científica da FAPESP, sem prejuízo de outras providências cabíveis.

A concessão será cancelada se o Pesquisador Responsável não apresentar, no prazo de 120 dias após a comunicação FAPESP de aprovação de concessão, termo de convênio entre FAPESP, BRASKEM e Instituição Sede, assinado pela Instituição Sede.

12 Concessão, Acompanhamento e Avaliação dos Projetos

Caso a solicitação seja aprovada, será lavrado Termo de Outorga, o qual deverá ser assinado pelo Pesquisador Responsável e pelo dirigente da Instituição Sede.

O Pesquisador Responsável, com o auxílio do Núcleo de Inovação Tecnológica da Instituição Sede, deverá providenciar a tramitação de Convênio a ser celebrado entre FAPESP, BRASKEM e a Instituição Sede do projeto. A assinatura do convênio deve ser obtida junto à Instituição Sede do Projeto. O convênio deve ser enviado à FAPESP em até 120 dias após a comunicação de concessão pela FAPESP. Após esta data, em caso de não apresentação do convênio assinado, a contratação do projeto será cancelada. Em condições excepcionais e justificadas, o Comitê Gestor da cooperação FAPESP-BRASKEM poderá conceder até 60 dias adicionais para a obtenção da assinatura.

Os resultados obtidos deverão ser demonstrados em relatórios científicos, e prestações de contas deverão ser encaminhas de acordo com o estabelecido no Termo de Outorga.

 


 

Anexo I: Temas relevantes para esta Chamada de Propostas de Pesquisa 

1 Processos de síntese de intermediários, monômeros e polímeros a partir de matérias primas renováveis, derivadas de açúcares, etanol, biomassa, glicerol e outros intermediários e subprodutos da cadeia produtiva dos biocombustíveis:

a. Desenvolvimento de novas rotas de obtenção de álcoois, di-álcoois, olefinas, diolefinas conjugadas e aromáticas a partir de matérias primas renováveis, com preferência para novas rotas fermentativas para conversão direta de carboidratos a produtos;

b. Catalisadores e cinética da desidratação de álcoois a olefinas;

c. Nafta verde;

d. Desenvolvimento de polímeros com moléculas oxigenadas obtidas a partir de fontes renováveis.

2 Desenvolvimento de Cabo de Ancoragem para plataforma de produção de petróleo em águas ultra profundas (pré-sal) composto de fios de poliolefinas de ultra alta performance.

a. Desenvolvimento de poliolefinas de ultra alto peso molecular para aplicação em processo gel spinning.

b. Desenvolvimento de fio de ultra alta performance em resistência tênsil e fluência para aplicações de longa duração.

c. Desenvolvimento de tecnologia construtiva de cabo offshore adequado ao comportamento mecânico de fibras de alto módulo.

d. Desenvolvimento de novos modelos de ancoragem de plataformas de produção de petróleo em águas ultra alta profundas (pré-sal), com passeio (offset) reduzido.

3 Desenvolvimento de tecido balístico adequado às necessidades brasileiras.

a. Desenvolvimento de construção têxtil de alta performance balística.

b. Desenvolvimento de laminados de alto desempenho (baixa gramatura) para aplicação Nível II da NIJ 0101.04 com menos de 4kg/m².

4 Aplicações inovadoras de estruturas usando laminados de compósitos reforçados com fibra de carbono em segmentos estratégicos. A proposta deve obrigatoriamente incluir o projeto e definição do processo de fabricação do sistema completo comparando o custo da solução proposta com uso de compósito de fibra de carbono com alternativas tradicionais (eventualmente de compósitos com reforços de outros tipos de fibras). Os segmentos estratégicos desta Chamada de Propostas de Pesquisa para este item estão listados abaixo:

a. Geração eólica: Neste tópico deverá ser dada ênfase ao projeto das pás considerando três tipos de solução: projeto com vidro/epóxi, projeto com carbono/epóxi e projeto híbrido com vidro/epóxi e carbono/epóxi. O estudo de custos deve considerar uma faixa do comprimento da pá de 40 a 100 m. O estudo de viabilidade econômica deve ser por comprimento de pá e incluir o custo das pás, da turbina, nacele e torre.

b. Exploração Off-Shore de petróleo no pré-sal: Neste segmento podem ser objeto da proposta elementos como risers, mooring lines e umbilicais. Para estudo de viabilidade econômica devem ser comparadas as soluções tradicionais, soluções inteiramente de compósitos reforçados por fibra de carbono e soluções híbridas usando camadas com materiais tradicionais e camadas usando carbono epóxi.

c. Aeronáutica e espaço: Neste segmento podem ser objeto da proposta qualquer estrutura aeronáutica ou espacial. O estudo deve comparar o custo, peso e desempenho de estruturas de compósitos reforçados por fibra de carbono com soluções tradicionais.

d. Cabos de transmissão de energia elétrica: Neste segmento deverão ser projetados cabos condutores de alumínio com reforço de aço ou compósito com reforço de fibra de carbono. O peso e o custo dessas soluções devem ser comparados.

5 Determinação de Dados de Equilíbrio Líquido-Vapor e Equilíbrio Líquido-Líquido, para sistemas de hidrocarbonetos com 4 a 10 átomos de carbono, incluído solventes comumente usados na separação destes hidrocarbonetos em processos industriais (sulfolano, n-metilpirrolidona, dimetilformamida, acetonitrila, n-formilmorfolina).

6 Avaliação de Solventes para Extração Líquido-Líquido e Destilação Extrativa, para comparação do uso dos solventes sulfolano, n-metilpirrolidona, dimetilformamida, acetonitrila, n-formilmorfolina, monoetilenoglicol, entre outros, para a separação de compostos aromáticos e di-olefínicos de outros hidrocarbonetos, com o mesmo número de átomos de carbono.

7 Obtenção de Diciclopentadieno a alta pureza (99%), pela decomposição térmica do diciclopentadieno contido em uma mistura de hidrocarbonetos com 8 a 10 átomos de carbono a 2 moléculas de ciclopentadieno, separação do ciclopentadieno dos demais componentes da mistura original, e posterior dimerização do ciclopentadieno a diciclopentadieno, em condições controladas e isentas de contaminantes, de modo a se atingir a pureza de 99%.

8 Desenvolvimento de métodos analíticos para avaliação de contaminantes (ex.: Si, Hg, Arsina, Fosfina, etc.) em nafta: determinação de teor e especiação

9 Desenvolvimento de catalisador para hidrogenação de resinas hidrocarbônicas aromáticas (resultantes da polimerização de compostos aromáticos com 9 átomos de carbono, como o indeno, o alfa-metil-estireno, o vinil-tolueno, etc). Síntese de catalisador resistente à contaminação por enxofre. Determinação das condições ótimas de pressão, temperatura e velocidade espacial para o processo de hidrogenação de resinas hidrocarbônicas.

10 Caracterização de material carbonáceo (coque) formado no processo de craqueamento térmico (pirólise) de nafta.

11 Obtenção de poliolefinas e olefinas, novas propriedades e processos:

a. Poliolefinas: modificação, funcionalização e extrusão reativa.

b. Poliolefinas com barreira a gases, umidade e voláteis orgânicos.

c. Poliolefinas com arquitetura, superfícies e interfaces controladas.

d. Aumento de performance de poliolefinas para substituir plásticos de engenharia e sucedâneos.

e. Novos copolímeros olefínicos.

f. Processo de espumação de poliolefinas por agentes físicos.

g. Correlação estrutura propriedade térmicas e acústicas de espumas de poliolefinas.

h. Melhora da interface carga mineral e matriz polimérica em compósitos de PP/PE.

i. Embalagens inteligentes.

j. Embalagens ativas.

k. Desenvolvimento de rotas de obtenção de materiais híbridos para "self healing" de poliolefinas.

Propostas em novos temas poderão ser analisadas mediante consulta prévia ao Comitê Gestor.

12. Impressão 3D com utilização de PEAD.