Que situações configuram potencial conflito de interesse?


Para a FAPESP, qualquer relação com o solicitante, que impeça a elaboração de um parecer isento, configura potencial conflito de interesse. As situações mais frequentes são a participação, atual ou anterior, no projeto em análise; a colaboração regular, em atividades de pesquisa ou publicações, com um dos pesquisadores solicitantes; o interesse comercial na pesquisa proposta e a relação familiar com um dos proponentes.

Naturalmente, o assessor ad hoc não pode ter sido orientador, tampouco ter sido orientado pelo autor da proposta. Em todos esses casos, cabe ao assessor devolver imediatamente o processo à FAPESP.  Em situações de dúvida, o assessor pode consultar a Diretoria Científica da Fundação.