Benefícios complementares

Os benefícios complementares são concedidos aos pesquisadores principais de projetos na modalidade Projeto Temático e ao pesquisador responsável pelo Jovem Pesquisador, com a finalidade de cobrirem despesas com a participação em reuniões científicas ou tecnológicas e estágios de pesquisa de curta duração fora do Estado de São Paulo.

A participação em reunião científica ou tecnológica pressupõe a apresentação de trabalho científico ligado ao projeto. A participação em eventos sem a apresentação de trabalhos poderá ser apoiada apenas em circunstâncias excepcionais, devidamente justificadas no relatório anual e sujeitas a análise de mérito.

Estágios de pesquisa em instituições fora do Estado de São Paulo ou no exterior com duração inferior a 60 dias poderão ser financiados desde que justificados pelas necessidades do projeto. Durante a vigência do projeto, os pesquisadores principais não poderão se afastar de suas instituições por período superior a sessenta dias consecutivos sem autorização prévia da FAPESP.

Tendo em vista a concessão automática dos Benefícios Complementares nas modalidades Auxílio à Pesquisa - Regular, Jovem Pesquisador e Projeto Temático, fica vedado aos pesquisadores a solicitação de recursos adicionais para a participação em reunião científica ou tecnológica ou qualquer tipo de bolsa de pesquisa no exterior. Todavia, poderão ser solicitados recursos adicionais para cobrir despesas de outros membros da equipe do projeto a critério do pesquisador principal, que prestará contas à FAPESP de seu uso.

O valor atual do Benefício Complementar é de R$ 12.000,00 por pesquisador principal para as modalidades Jovem Pesquisador e Projeto Temático e de R$ 8.000,00 para Auxílio à Pesquisa – Regular, conforme definido no Termo de Outorga e Aceitação de Auxílio, por ano de projeto. Nas modalidades Jovem Pesquisador e Auxílio à Pesquisa – Regular há apenas um pesquisador principal por projeto (responsável pelo projeto), enquanto nos Projetos Temáticos pode haver mais de um pesquisador principal por projeto.

Quando um projeto for prorrogado, automaticamente serão concedidos Benefícios Complementares no montante proporcional ao número de meses de prorrogação concedidos e ao número de pesquisadores principais do projeto, desde que o prazo total do projeto, incluindo a prorrogação, não ultrapasse o máximo previsto para a concessão inicial na modalidade em questão (24 meses para Auxílio à Pesquisa – Regular, 48 meses para Jovem Pesquisador e 60 meses para Auxílio à Pesquisa – Projeto Temático). Na eventualidade de um projeto ter seu prazo estendido além do máximo previsto para a concessão inicial, os Benefícios Complementares não serão concedidos.

O uso dos Beneficios Complementares deve respeitar os limites estabelecidos pela FAPESP para o pagamento de diárias, manutenção e seguro-saúde. Esses valores podem ser consultados na Tabela de Valores FAPESP

O pesquisador principal deverá discriminar na sua prestação de contas anual a aplicação dos recursos, que será analisada pela assessoria quanto à sua adequação face às necessidades do projeto.

 

Versão para impressão | URL: fapesp.br/527