INCT de Técnicas Analíticas Aplicadas a Exploração de Petróleo e Gás (INCT-PETROTEC)

Missão

O INCT-PETROTEC tem como missão o aprimoramento e desenvolvimento inovador de técnicas analíticas na área de geoquímica inorgânica (análises elementais e isotópicas) que possam contribuir na análise de riscos exploratórios e nos estudos de reservatórios de óleo e gás, consolidando os laboratórios de geologia isotópica do Brasil no cenário internacional, por meio do desenvolvimento de ciência e tecnologia inovadora, assim como a formação de uma massa crítica significativa e de alta qualificação para dar sustentação às próximas décadas nas atividades ligadas aos estudos exploratórios e de reservatórios de óleo e gás.

Linhas de Pesquisa

- Geoquímica inorgânica (ETRs e Isótopos de C, O e S) aplicada em camadas afossilíferas;

- Geoquímica inorgânica do óleo (ETRs, Isótopos de Pb, Nd e Os);

- Datação dos eventos de geração e formação de reservatórios de hidrocarbonetos;

- Evolução termocronológica de bacias sedimentares petrolíferas;

- Processos de geração e assimilação na interação óleo e rocha;

- Evolução da paleodrenagem e rochas fonte;

- Datação de eventos geológicos em bacias sedimentares petrolíferas;

- Estratigrafia química e bioestratigrafia;

- Geoquímica de Gases Nobres aplicada à tectonofísica de bacias sedimentares.

Desenvolvimento de técnicas analíticas de vanguarda ou o aprimoramento daquelas já existentes no país

- Isótopos não tradicionais; Mo, W, Cu, Zn, Fe aplicados aos estudos de geoquímica em hidrocarbonetos;

- Datação pelo método U-Th-Pb de alta resolução em minerais, com branco laboratorial de 10-15 (fentograma/grama);

- Datação de Re-Os em rocha e em óleo; - Lu-Hf aplicado para proveniência e datação fósseis (fosfatado);

- Termocronologia de baixa a média temperatura aplicada ao estudos de bacias sedimentares petrolíferas, com uso das técnicas de Traços de Fissão em Minerais (apatita, zircão e epídoto), U-Th/He (apatita e zircão), Ar-Ar e K-Ar em minerais  e rocha;

- Geoquímica de elementos maiores, menores, traços (com sensibilidade analítica de até ppq) e elementos terras raras aplicados em rocha e óleo;

- Isótopos estáveis S, C, O em minerais (carbonato, fosfato, microfósseis/fósseis), via dissolução, e análises pontuais, em nanoescala, via microssonda iônica e laser.

- O e C em silicatos via microssonda iônica e laser;

- Datação de argilo-minerais com as técnicas de Ar-Ar, Rb-Sr e K-Ar

- Datação pontual in situ pelo método U-Pb em minerais (zircão, monazita, esfeno, badeileiíta, xenotima) com SHRIMP e laser;

- Caracterização de gases nobres em amostras de rocha e sedimentos (Ar, He etc.) em bacias sedimentares.