English version

Walter Colli

Walter Colli

Coordenação Adjunta - Ciências da Vida
Coordenação do Programa FAPESP de Pesquisa sobre o vírus Zika

Graduado em Medicina pela Universidade de São Paulo (1962), doutor em Bioquímica pela Faculdade de Medicina (1966) e Livre-Docente pelo Instituto de Química da USP (IQUSP, 1971).

Aposentado compulsoriamente por atingir a idade constitucional limite, foi Professor Titular da USP desde 1980 até 2009, bolsista de Produtividade 1A do CNPq desde 1982 até 2009 e atualmente é Colaborador Sênior do IQUSP e bolsista de Produtividade Sênior do CNPq.

Foi Diretor do IQUSP em dois períodos (1986-1990 e 1994-1998), do Instituto Butantan (1999) e do Instituto de Relações Internacionais da USP (2006-2009). Foi também Diretor-Geral por um ano (2010 - 2011) da Associação Brasileira da Tecnologia de Luz Síncrotron (ABTLuS), responsável pelo gerenciamento do Centro Nacional de Pesquisa em Engenharia e Materiais (CNPEM) que compreende os Laboratórios Nacionais de Luz Síncrotron (LNLS), de Biociências (LNBio), de Nanotecnologia (LNNano) e de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE).

Foi membro do Conselho Deliberativo do CNPq (1989-1991), do Conselho Superior da FAPESP (1988-1994) e Presidente da Academia de Ciências do Estado de São Paulo (1999-2006). Foi Presidente da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio, 2006-2009) e é, desde 2003, Coordenador Adjunto da Diretoria Científica da FAPESP.

É Doutor Honoris Causa pela Universidade de Buenos Aires e membro da Academia Brasileira de Ciências e da Academia de Ciências do Mundo em Desenvolvimento (TWAS). É membro da Ordem do Mérito Científico do Brasil nas classes Comendador (1995) e Grã Cruz (2000). Em 2014 foi agraciado, pelo CNPq,  com o prêmio Almirante Álvaro Alberto de Ciência e Tecnologia.

Tem experiência na área de Bioquímica e Biologia Molecular, atuando principalmente na área de interação entre Trypanosoma cruzi e célula hospedeira, com particular enfoque em glicoconjugados, ligantes e receptores.

Publicou 120 trabalhos na literatura especializada e 22 capítulos de livros, dentre outros, permitindo-lhe que supervisionasse o trabalho de 25 estagiários dentre mestrandos, doutorandos e pós-doutores, além de numerosos estudantes de iniciação científica. De 1975 a 2000 manteve estreita colaboração com grupos argentinos tendo recebido vários pós-doutores da Argentina em seu laboratório. Ensinou Bioquímica e Biologia Molecular anualmente, durante 50 anos, para estudantes de graduação.