Anexo 7: Formato para os Relatórios Científicos parciais e final – PIPE

Os Relatórios Científicos parciais e final devem ser organizados com as seções e itens elencados a seguir, preferencialmente nessa ordem, de tal modo que os itens de 1 a 10 não ocupem mais de 22 páginas.

0) Formulário para Encaminhamento de Relatório Científico - PIPE devidamente preenchido e assinado (apenas para processos apresentados em papel).

0.1) O formulário para encaminhamento do Relatório científico, que deve ser assinado pelo Pesquisador Responsável, é documento obrigatório para Relatórios anuais, finais e reformulados apresentados em papel.

0.2) Para os processos SAGe, eventuais solicitações de alteração da concessão devem ser apresentadas via Solicitação de Mudança (SM), no sistema SAGe. A(s) SM(s) deve(m) ser submetida(s) simultaneamente ao Relatório Científico.

1) Folha de rosto (1 página) com:

1.1) Título do projeto e número do Processo FAPESP;

1.2) Nome do Pesquisador Responsável;

1.3) Nome da Empresa Sede do projeto;

1.4) Endereço completo da Empresa Sede;

1.5) Nome das instituições parceiras, quando houver;

1.6) Período de vigência do projeto;

1.7) Período coberto pelo Relatório Científico em questão;

2) Resumo dos objetivos do projeto proposto. (até 1 página)

3) Descrição do papel e tarefas desempenhadas por cada um dos membros da equipe relatados no projeto apresentado inicialmente. (até 2 páginas)

4) Atividades desenvolvidas no período e metodologias empregadas. (até 8 páginas)

5) Descrição dos resultados obtidos no período coberto pelo relatório: protótipos desenvolvidos, descrição de processos acompanhados de avaliação de produtos, amostras que possam ser inspecionadas visualmente em fotografias ou que venham acompanhadas de análises físico-químicas, análises biológicas, versões preliminares de software e sua avaliação qualitativa e quantitativa, resultados de simulações realistas etc. (até 2 páginas)

6) Cronograma previsto e realizado. (até 2 páginas) 

6.1) Cronograma da proposta apresentada inicialmente: atividades inicialmente previstas;

6.2) Cronograma realizado (atividades efetivamente realizadas) e para os próximos períodos (este último quando for o caso).

7) Evidências de que a empresa constituiu um núcleo gerador de P&D. (até 1 página)

8) Buscas e resultados obtidos por outras fontes de financiamento e investimento, complementares aos recursos da FAPESP. (até 1 página)

9) Perspectivas e plano para a continuidade do projeto. (até 2 páginas)

10) Formulário com a descrição sucinta e justificada da aplicação dos recursos de Reserva Técnica e Benefícios Complementares no período coberto pelo relatório. (até 2 páginas)

 

Até o item 10 o Relatório deve conter no máximo 22 páginas – os itens a seguir devem constar mas não contam nesse limite:

11) Bibliografia citada no relatório. 

12) Anexo 1 – Lista de trabalhos publicados ou submetidos (incluindo relatórios internos da empresa), patentes ou cultivares depositadas e softwares registrados. 

13) Anexo 2 – Quando forem utilizados recursos para participação em reunião científica, deverá ser incluída uma cópia de cada um dos trabalhos apresentados, com anotação pelo Pesquisador Responsável afirmando que: “Este trabalho foi apresentado por [oralmente/em painéis] no evento [nome do evento] ocorrido de [data de início] a [data final] em [local].”

Também devem ser apresentadas as confirmações de aceitação ou de apresentação dos trabalhos.

Caso não tenham sido utilizados recursos para os fins acima, o Anexo 2 deve ser apresentado constando a seguinte frase: “Não houve uso de recursos para participação em reuniões científicas”.

14) Anexo 3 – Relatórios Sintéticos das Bolsas de Treinamento Técnico concedidas, elaborados conforme instruções disponíveis em www.fapesp.br/bolsas/tt, e Relatórios das Bolsas de Pesquisa Pequena Empresa concedidas.