Museus e Centros Depositários

Melhoria e capacitação das coleções científicas do departamento de biologia da faculdade de filosofia, ciências letras de Ribeirão Preto - USP

Processo
2009/54931-0
Pesquisador
Carlos Alberto Garofalo
Instituição
Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto – USP
Entidade
USP
Coordenador
BIO II
Área
Biologia Geral

A presente proposta encontra-se inserida no Plano de Metas do Departamento de Biologia (DB) da FFCLRP/USP que visa melhorar e capacitar as coleções científicas presentes no DB. Tais coleções abrangem peixes, insetos (himenópteros, com ênfase em abelhas, vespas e dípteros), crustáceos, répteis, fósseis, plantas e fungos. Dentre estas coleções podem ser destacadas a coleção de sem ferrão (com mais de 250 mil registros), a coleção de peixes do Laboratório de Ictiologia de Ribeirão Preto e o Herbário do Departamento de Biologia (Herbário SPFR). Tanto as coleções maiores como as menores estão associadas a laboratórios e linhas de pesquisa dos docentes, sendo de importância fundamental para a consecução de suas pesquisas e também para a educação, estando disponíveis para a consulta por pesquisadores externos, alunos de pós-graduação e graduação da instituição e do público o em geral. Os objetivos deste projeto são: 1) melhorar as condições de acomodação destas coleções, através da aquisição de mobiliário específico e adequação do espaço; 2) informatizar estas coleções, através da aquisição de equipamentos (computadores, scanners e máquinas fotográficas) e a contratação (por meio de serviços de terceiros) de pessoal para digitalizar e disponibilizar os acervos on-line. De caráter inovador, os registros de nossas coleções serão conectados às filogenias mais atuais de grande grupo biológico em questão, o que permitirá efetuar um planejamento mais eficiente da pesquisa biológica, otimizar o uso do material da coleção localmente e, de caráter experimental, induzir a utilização da informação filogenética na Conservação. Com a melhoria das coleções, tanto do ponto vista de uso do espaço e acomodação do acervo, quanto de informatização do acervo e sua disponibilização on-line, pretende-se dar novo impulso à pesquisa ligada à sistemática e taxonômica, bem como a estudos ligados à conservação.