Museus e Centros Depositários

O herbário rioclarense (HRCB) da UNESP | Universidade Estadual Paulista, Campus Rio Claro: modernização do acervo visando sua expansão e informatização

Processo
2009/54912-5
Pesquisador
Júlio Antonio Lombardi
Instituição
Instituto de Biociências de Rio Claro - UNESP
Entidade
UNESP
Coordenador
BIO I
Área
Botânica

O Herbário Rioclarense (HRCB) serve, sobretudo, às instituições de pesquisa e comunidade acadêmica, oferecendo-se como depositária de coleções históricas, materiais-tipo de espécies novas, coleções que fornecem base para estudos florísticos e taxonômicos, além de outros. Além disso, atende a comunidade em geral auxiliando na identificação das plantas. Finalmente, por conter uma base de dados consistente sobre as plantas, se torna extremamente útil para a administração pública no que diz respeito ao conhecimento da biodiversidade e na elaboração de planos que permitam seu manejo e conservação. O herbário possui edificação com aproximadamente 180 m2 dividida em várias salas, de estudo, de preparação de materiais e de acervo. Conta atualmente com mais de 45 mil exemplares de plantas (exsicatas, amostras de plantas desidratadas), principalmente plantas vasculares. OBJETIVOS: Objetivo geral: Remodelar e modernizar o acervo do Herbário Rioclarense (HRCB). Objetivos específicos: Primeiro - Substituir os armários em que são guardados os exemplares da coleção para se obter um melhor aproveitamento do espaço interno da sala principal do acervo, ou seja, conseguir "ampliar" o espaço para o acervo sem que haja necessidade de ampliar a edificação; Segundo - Dar mais segurança a guarda dos materiais que fazem parte da coleção por meio de armários mais modernos e seguros e com melhor controle de agentes (insetos e fungos) destruidores do acervo; e, Terceiro - Oferecer facilidades e praticidade para a consulta e gerenciamento dos materiais que compõem o acervo, por meio de armários mais modernos e seguros para abrigo parcial da coleção. JUSTIFICATIVA: O herbário representa recurso imprescindível para instituições de pesquisa, servindo como depositário de coleções históricas, materiais-tipo de espécies novas, coleções de vouchers que foram amostrados em estudos florísticos e taxonômicos, ou base para bioprospecção, além de outros.