Bolsa de TT-IV em Geodésia e Navegação

Level 4-Technical Training Fellowship in Geodesy and Navigation

Nº: 2569

Área de conhecimento: Geociências

Field of knowledge: Geosciences

Nº do processo FAPESP: 2017/50115-0

FAPESP process: 2017/50115-0

Título do projeto: Tecnologia GNSS no suporte a navegação aérea

Project title: GNSS Technology to support air navigation

Área de atuação: Geodésia e Navegação

Working area: Geodesy and Navigation

Quantidade de vagas: 1

Number of places: 1

Pesquisador principal: João Francisco Galera Monico

Principal investigator: João Francisco Galera Monico

Unidade/Instituição: Departamento de Cartografia / Unesp PP

Unit/Instituition: Departamento de Cartografia / Unesp PP

Data limite para inscrições: 31/01/2019

Deadline for submissions: 2019-01-31

Publicado em: 11/12/2018

Publishing date: 2018-12-11

Localização: Rua Roberto Simonsen 305, Centro Educacional, Presidente Prudente

Locale: Rua Roberto Simonsen 305, Centro Educacional, Presidente Prudente

E-mail para inscrições: galera.monico@unesp.br

E-mail for proposal submission: galera.monico@unesp.br

  • Resumo Summary

    Bolsa TT-4, para graduado, especialista em Tecnologia de Informação (TI), com dois anos de experiência após a graduação ou título de mestrado na área de TI, sem vínculo empregatício, com dedicação de 39 horas semanais (o valor da Bolsa a ser paga será proporcional ao número de horas semanais) às atividades de apoio ao projeto de pesquisa. Contratação por 01 ano com possibilidade de renovação por mais 01 ano.  

    O candidato deverá dar suporte nas seguintes atividades:

    1) Análise e coleta de requisitos do projeto;
    2) Treinamento para entendimento das funcionalidades dos equipamentos e sistemas GNSS;
    3) Configurar e realizar manutenção dos equipamentos GNSS e computadores para auxiliar no desenvolvimento do projeto;
    4) Preparar, organizar e instalar equipamentos (Receptores e computadores) do projeto;
    5) Manutenção do servidor principal na UNESP PP e testar aquisição de dados;
    6) Configuração do servidor principal e instalação do ISMR Query Tool e suporte para posicionamento e monitoramento em tempo real;
    7) Desenvolvimento de aplicativos e atividades de coleta, processamento e análise dos dados GNSS e redação de relatórios. 

    Critérios para Seleção

    - Atender os requisitos mínimos para a Bolsa TT IV da FAPESP (http://www.fapesp.br/3098);
    - Análise de Currículo (4 a 6 de fevereiro de 2019);
    - Entrevista via Skype ou pessoalmente (7 e 8 de fevereiro de 2019);
    - Enviar Currículo para galera.monico@unesp.br

    Sobre o projeto

    O uso de sistemas de posicionamento por satélites (GNSS) para a navegação aérea constitui uma tendência mundial na atualidade e será a principal tecnologia adotada no futuro para a determinação de posição das aeronaves em todas as fases do voo. O uso de tecnologia desta natureza apresenta inúmeras vantagens com uma considerável redução na necessidade de instalação de equipamentos em solo, otimização do espaço aéreo com rotas, redução do tempo de voo e consequente economia de combustível, dentre outros. Inserido neste contexto, destaca-se o sistema GBAS (Ground-Based Augmentation System), tecnologia que faz uso de sistemas GNSS, sobretudo o sistema de posicionamento global americano (GPS) com a transmissão de correções para a melhoria da acurácia na determinação de posição visando a conduzir aeronaves para um pouso de precisão. Entretanto, os sinais do sistema GPS, assim como o de qualquer outro sistema de posicionamento por satélite, sofrem forte influência da camada ionosférica, com a introdução de erros que podem afetar os requisitos de acurácia, integridade, disponibilidade e continuidade exigidos pela Organização de Aviação Civil Internacional (OACI). A camada ionosférica apresenta comportamentos distintos em função da localização (sobretudo com a variação de latitude), da hora do dia, do período do ano e do ciclo de atividade solar, cujo período é de onze anos. A ionosfera sobre o território brasileiro, em especial nas regiões de ocorrência da anomalia da ionização equatorial, apresenta características singulares com relação ao restante do planeta, pela concentração de fenômenos e anomalias que ali ocorrem, fazendo com que o desempenho de sistemas de posicionamento por satélite na região seja pior quando comparado a regiões como os Estados Unidos e a Europa, por exemplo. Por esta razão, a aplicação de tecnologias baseada em GNSS na aviação sobre o território brasileiro exige uma avaliação profunda dos efeitos da ionosfera. Estudos nesse sentido revestem-se de grande importância em razão dos criteriosos requisitos de segurança envolvidos na aviação, por envolver risco de vidas humanas. Diante deste cenário, a proposta de criação deste INCT visa realizar uma análise detalhada dos modelos de decorrelação de erros devido à ionosfera (modelo de risco), desenvolvidos para uso nos Estados Unidos, que garantem a segurança da operação para sistemas de pouso de precisão, como o GBAS. Tais modelos exigem uma análise de viabilidade para uso no Brasil, uma vez que as condições ionosféricas são bastante distintas daquelas para onde foram desenvolvidos os modelos. Adicionalmente, serão propostas adaptações e melhorias neste modelo de risco a fim de adequá-lo à realidade brasileira de modo a atender os critérios de acurácia, integridade, continuidade e disponibilidade exigidos pela OACI. Para o desenvolvimento do projeto em tela, faz-se necessário um conjunto consistente e abrangente de dados de receptores de GNSS em território nacional a fim de subsidiar as análises das especificidades da ionosférica brasileira e a consequente viabilização do uso de tecnologias GNSS para a navegação aérea. Por isso, propõe-se uma ampliação das redes de monitoramento contínuo existentes compostas por receptores GNSS com capacidade de medição dos parâmetros mais importantes da atividade ionosférica: o Conteúdo Eletrônico Total (CET) e os índices de cintilação ionosférica (S4 e P2). A demanda exposta foi apresentada pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) para atender a comunidade brasileira com um serviço seguro para procedimentos de pouso de precisão. Os dados de receptores GNSS desta nova rede poderão ser utilizados para a otimização do desempenho dos receptores GNSS durante a incidência de cintilações ionosféricas e ainda para disponibilizar aos usuários mapa em tempo real dos erros causados pelo atraso ionosférico e da ocorrência de cintilação. Tais mapas são úteis em diversas aplicações geodésicas, dentre as quais agricultura de precisão e posicionamento de plataformas de prospecção de petróleo. Podem ainda ser assimilados por modelos ionosféricos e utilizados em diversos estudos científicos. Vislumbra-se ainda a possibilidade de, no futuro, os mapas de CET e cintilação incorporarem um serviço prestado pelo Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB). Neste sentido, a Unesp de Presidente Prudente, que tem desenvolvido trabalhos de pesquisas envolvendo Geodésia, Meteorologia e Aeronomia, em conjunto com o INPE, que é o instituto especializado em estudos da Ionosfera, e o ITA, especializado em questões aeronáuticas, propõe o presente INCT visando atender a essa demanda da sociedade.

    IT Specialist, attending the TT-IV FAPESP scholarship requirements to support the following activities:

    1) Analysis and collection of project requirements;
    2) Training to understand the functionalities of GNSS equipment and systems;
    3) Configure and maintenance of GNSS equipment and computers to assist in the development of the project;
    4) Prepare, organize and install equipment (Receivers and computers) of the project;
    5) Maintenance of the main server in UNESP PP and test data acquisition;
    6) Configuration of the main server and installation of the ISMR Query Tool and support for positioning and monitoring in real time;
    7) Development of GNSS applications and activities of data collection, processing and analysis and writing of reports.