Documentos de interesse relacionados com Boas Práticas na Pesquisa Científica

A experiência internacional no tratamento da questão das Boas Práticas em Pesquisa encontra expressão em códigos de conduta e manuais de procedimentos adotados por agências de fomento, universidades e instituições de pesquisa e outras agências governamentais ou privadas. Nesta seção apresentamos alguns endereços da rede onde podem ser consultados manuais, análises e referências gerais que tratam do tema.

1. Manuais de procedimentos da National Science Foundation: www.nsf.gov/oig/resmisreg.pdf

2. National Institutes of Health: ori.dhhs.gov/documents/42_cfr_parts_50_and_93_2005.pdf

3. Código de conduta dos Research Councils UK:
www.rcuk.ac.uk/documents/reviews/grc/goodresearchconductcode.pdf

4. Código de conduta das agências australianas de fomento:
www.nhmrc.gov.au/_files_nhmrc/publications/attachments/r39.pdf

5. Código de conduta da European Science Foundation: www.esf.org/publications

6. O Departamento de Saúde e Serviços para Humanos do Governo dos EUA mantém uma seção de Integridade em Pesquisa (Office of Research Integrity) (www.ori.dhhs.gov) onde além de Códigos de Conduta podem ser acessados casos recentes de mau comportamento científico.

7. A Universidade de Columbia oferece uma análise extensa, e muito bem documentada, sobre as características da autoria e assessoria responsável nas publicações científicas: ccnmtl.columbia.edu/projects/rcr/rcr_authorship/introduction/index.html.

8. Outra análise sobre as responsabilidades dos assessores pode ser consultada em: www.councilscienceeditors.org/i4a/pages/index.cfm?pageid=3356.

9. O livro On Being a Scientist: A Guide to Responsible Conduct in Research Third Edition, 2009, edição revisada de documento sobre ciência responsável elaborado pela Academia de Ciências dos USA pode ser obtido de www.nap.edu/catalog.php?record_id=12192.

10. Organizações Internacionais como o Conselho Internacional para a Ciência (www.icsu.org), mantém comitês permanentes que analisam casos relacionados com a liberdade e a responsabilidade da ciência e dos cientistas (www.icsu.org/freedom-responsibility).

11. Responding to Research Wrongdoing:  A User Friendly Guide foi criado por Gerald P. Koocher, Patricia Keith-Spiegel e Joan Sieber em projeto financiado pelo United States Department of Health and Human Services. A obra ilustra o importante papel do aconselhamento por colegas e pares para evitar que más condutas prosperem. No site em www.ethicsresearch.com/freeresources/rrwresearchwrongdoing.html pode-se acessar o relatório completo. No artigo que publicaram em Nature, 466, 438–440(22 July 2010) doi:10.1038/466438ª, www.nature.com/nature/journal/v466/n7305/full/466438a.html, há um resumo das conclusões.

12. Freedom, Responsibility & Universality of Science (www.icsu.org/publications/cfrs/freedom-responsibility-booklet). Este opúsculo trata do Princípio da Universalidade da Ciência, princípio há décadas defendido pelo Conselho Internacional para a Ciência, e fornece uma visão geral de questões relacionadas com a liberdade de fazer ciência e a responsabilidades dos cientistas. Este folheto não pretende ditar normas universais ou códigos, mas estimula o pensamento sobre liberdade e responsabilidade dos cientistas.