BIOTA-FAPESP

English version of this page

Lanado em maro de 1999, o objetivo do Programa FAPESP de Pesquisas em Caracterizao, Conservao, Restaurao e Uso Sustentvel da Biodiversidade (BIOTA-FAPESP) conhecer, mapear e analisar a biodiversidade, incluindo a fauna, a flora e os microrganismos, mas, tambm, avaliar as possibilidades de explorao sustentvel de plantas ou de animais com potencial econmico e subsidiar a formulao de polticas de conservao dos remanescentes florestais.

O Programa BIOTA-FAPESP foi denominado o Instituto Virtual da Biodiversidade por sua forma de organizao, integrando pesquisadores de vrias instituies e estudantes via internet. Cientistas das principais universidades pblicas paulistas, institutos de pesquisa e organizaes no governamentais participam de projetos para conhecer, mapear e analisar a biodiversidade distribuda em ambientes terrestres, marinhos e em outros ecossistemas, bem como propor alternativas e polticas pblicas para preserv-la. O BIOTA-FAPESP envolve mais de 1.200 profissionais (900 pesquisadores e estudantes de So Paulo, 150 colaboradores de outros estados brasileiros e 80 do exterior).

Os 84 projetos de pesquisa apoiados at 2008 resultaram na identificao e descrio de 500 novas espcies de plantas e animais, formao de 180 mestres e 60 doutores, registro de informaes sobre mais de 12 mil espcies e bancos de dados com o contedo de 35 colees biolgicas. Um esforo que pode ser traduzido na publicao de 700 artigos em peridicos cientficos, 20 livros e dois atlas.

As informaes produzidas pelo Programa BIOTA-FAPESP (www.biota.org.br) esto em bancos de dados abertos comunidade cientfica do Brasil e do exterior. A padronizao das coletas permitiu a construo do Sistema de Informao Ambiental, SinBiota (http://sinbiota.biota.org.br), que cadastra e integra as coletas de plantas ou de animais realizadas no Estado de So Paulo com coordenadas geogrficas, que podem ser consultadas a partir do nome cientfico da planta ou do animal, do nome do coletor, da localidade ou da data de coleta.

O SinBiota est assentado sobre uma base cartogrfica com os remanescentes de vegetao nativa, reas reflorestadas com espcies exticas (Pinnus e Eucalyptus), as unidades de conservao, a rede de rios e de estradas e as reas urbanas. Esta a segunda base de dados: o Atlas do Programa BIOTA-FAPESP, que incorpora o Inventrio Florestal de So Paulo, levantamento coordenado pelo Instituto Florestal. Feito a partir de de levantamentos de campo, de fotos areas e de imagens de satlite, o Inventrio monitora a rea ocupada pelos remanescentes de vegetao nativa do Estado de So Paulo.

Em sistema mais amplo, o SpeciesLink (http://splink.cria.org.br), esto acumulados 2 milhes de registros de dados resultantes das pesquisas ou contidos em acervos de colees biolgicas nacionais e estrangeiras.

Outros desdobramentos do BIOTA-FAPESP so a revista cientfica eletrnica Biota Neotropica (www.biotaneotropica.org.br), com resultados relevantes de estudos sobre a biodiversidade da regio Neotropical, associados ou no ao Programa, e a Rede Biota de Bioprospeco e Bioensaios (BIOprospecTA – www.bioprospecta.org.br), que integra grupos de pesquisa do Estado de So Paulo que atuam, direta e indiretamente, com a prospeco de novos compostos de interesse econmico em microrganismos, fungos macroscpicos, plantas, invertebrados (inclusive marinhos) e vertebrados.

Em 2007, o Programa produziu, junto com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente, uma srie de mapas que constituem o suporte cientfico para orientar as estratgias de conservao, preservao e restaurao da biodiversidade nativa do Estado de So Paulo.

Comunicado conjunto sobre a transferncia do Sistema de Informao da revista Biota Neotropica e do website da Rede BIOTA de Bioprospeco e Bioensaios (BIOprospecTA)

Site do programa BIOTA-FAPESP: www.biota.org


Verso para impresso | URL: fapesp.br/6259