FAPESP – Whirlpool S/A (Unidade Embraco Compressores e Soluções de Refrigeração – EMBRACO) para Apoio à Pesquisa

1. Fundamentos

Em janeiro de 2009, a Empresa Brasileira de Compressores S/A – Embraco e a Multibrás S/A Eletrodomésticos uniram as forças criando a maior empresa do país em Linha Branca, a Whirlpool S/A. Com duas unidades de negócio – Unidade Embraco Compressores e Soluções de Refrigeração (Embraco) e Unidade Eletrodométicos – a Whirlpool S/A tem faturamento de aproximadamente R$ 5 bilhões e mais de 16 mil colaboradores e está entre as maiores empresas exportadoras do Brasil, além de ser empresa brasileira com maior número de patentes depositadas nos EUA, no ano de 2007. Os temas para esta chamada de propostas de pesquisa referem-se, exclusivamente, à Embraco.

O Convênio FAPESP-Whirlpool tem como objetivo desenvolver e apoiar projetos de pesquisa científica e tecnológica cooperativos, a serem estabelecidos e desenvolvidos entre pesquisadores de instituições de ensino superior e de pesquisa no Estado de São Paulo, e da Whirlpool (equipes mistas). Os projetos selecionados deverão contribuir para o avanço do conhecimento e da tecnologia nas áreas de: refrigeração, termodinâmica, análise estrutural, acústica e vibrações, motores, mancais, processos de fabricação e materiais. E, simultaneamente, na aplicação do conhecimento gerado para promover o desenvolvimento de tecnologia nacional.

Os desafios de pesquisa nessas áreas são relevantes tanto para o desenvolvimento tecnológico e industrial da Embraco como para a acumulação de conhecimento necessário para aplicação em diversos campos pela sociedade brasileira.

 

2. Temas relevantes para esta Chamada de Propostas de Pesquisa

Os temas de interesse da FAPESP e da Whirpool/Unidade EMBRACO e que são objeto desta Chamada de Propostas para projetos de pesquisa cooperativa entre pesquisadores de instituições de ensino superior e de pesquisa, públicas e privadas, no Estado de São Paulo e pesquisadores da Whirlpool/Unidade EMBRACO são:

2.1. MANCAIS

a. Aperfeiçoamento da confiabilidade em termos de durabilidade e avaliação de desgaste em mancais hidrodinâmicos: Desenvolver/aprimorar modelos de análise de confiabilidade em mancais hidrodinâmicos bem como desenvolver ferramentas de avaliação numérica de desgaste de forma a quantificar o dano/durabilidade dos mesmos. Para tanto é fundamental o desenvolvimento em caracterização de superfície visando fornecer dados de entrada para simulações numéricas, bem como o desenvolvimento/validação de modelos matemáticos de simulação de desgaste e atrito metálico. A aplicação dos modelos de contato e previsão de desgaste assim como de características tribológicas, geométricas e de superfície servirão de ferramenta de projeto e DOE numérico para estudos em projetos.

b. Soluções de mancalização de baixa perda mecânica: Desenvolver um estudo em mancalização de baixa perda mecânica para aplicação em mecanismos de compressores. O estudo visa o aumento de eficiência energética reduzindo-se as perdas hidrodinâmicas e/ou por contato metálico entre as partes móveis de mecanismos alternativos, lineares ou rotativos utilizados em compressores herméticos para refrigeração. O estudo também prevê a análise de mancais sem óleo como magnéticos, hidrostáticos ou "a seco" com utilização de revestimentos especiais na superfície (coatings). Avaliar também a aplicação de mancais de regime misto (ex.: magnético + hidrostático)

c. Estudo da iteração entre mancalização, ruído e vibração do mecanismo de um compressor alternativo: Estudar a iteração entre a mancalização do mecanismo de um compressor alternativo com sua resposta em termos de vibração e acústica visando otimizar os efeitos combinados. Possibilitar a análise numérica/analítica de um conjunto compressor, integrando-se uma análise global de mecanismo/estrutura e acústica possibilitando estudo do tipo DOE numérico para verificar formas de reduzir a excitação provocada pelo mecanismo às demais estruturas do compressor, como suspensão e carcaça.

d. Desenvolvimento de ensaios acelerados para determinação da confiabilidade de compressores alternativos:Realizar uma análise crítica de um compressor alternativo considerando-se análise funcional, FMEA, FTA, etc. de modo a obter a confiabilidade do mesmo para uma determinada condição de operação.

2.2. MATERIAIS

a. Superfícies hidrofóbicas e óleo fóbicas: identificar formas de se produzir superfícies com repelência a água e a óleo, a baixo custo, em processos com alta produtividade, e que possam ser aplicados em produtos metálicos.

b. Materiais compósitos: Desenvolvimento de materiais vitro cerâmicos nanoestruturados com alta tenacidade mecânica para placas de isolamento térmico em sub-sistemas de compressor e/ou a substituição de componentes metálicos;

c. Desenvolvimento de nanocompósitos em matriz polimérica para peças mecânicas: identificar formas de se produzir novos polímeros a baixo custo, em processos com alta produtividade, e que possam ser aplicados em produtos metálicos.

 2.3. SISTEMAS E NOVAS TECNOLOGIAS EM REFRIGERAÇÃO

 a. Estudo de Nanofluidos para aplicação em sistemas de refrigeração: Nanofluidos são produzidos por dispersão de partículas sólidas metálicas ou não metálicas, de 1 a 100nm, denominadas nanopartículas, em fluidos como água e álcool. Por apresentarem superior capacidade de transferência de calor, muitos esforços têm sido feitos na investigação da sua condutividade térmica, de seu comportamento na transferência de calor por convecção na mudança de fase. Nestes estudos algumas propriedades dos nanofluidos e a taxa de transferência de calor são avaliadas, usando-se dois métodos distintos: um baseado na convecção natural entre o nanofluido e uma placa aquecida (pool-boiling) e outro baseado na convecção forçada (flow-boiling). Muito pouco se sabe sobre o desempenho deste nanofluidos sob condições de fluxo bifásico, especialmente aquelas utilizadas em sistemas de compressão à vapor. No único trabalho experimental que se conhece até o momento verificou-se uma redução significativa no consumo de energia de refrigeradores domésticos utilizando nanofluidos.

Desta forma, o principal interesse no estudo de nanofluidos está em verificar se os ganhos já reportados em literatura podem ser reproduzidos em sistemas de refrigeração de pequeno porte, ou seja, sistemas tipicamente encontrados no segmento comercial e doméstico.

b.Pesquisa científica e tecnológica para identificar as potencialidades da utilização das tecnologias de Absorção, Adsorção e Eletrocalóricoa ser utilizado em sistemas de refrigeração de pequeno porte objetivando a redução do consumo de energia e, a busca de sistemas mais ecológicos.

2.4. MOTORES LINEARES

a.1. Ferramentas de Simulação: Desenvolvimento de ferramentas de cálculo analítico para simulação transiente de motores lineares para aplicação em compressores.

a.2. Otimização de Topologia: Projetos de pesquisa com o objetivo de desenvolver e executar métodos de otimização de topologia para motores lineares.

a.3. Estudo da Resistência à Desmagnetização:Desenvolvimento de metodologias de análise do risco de desmagnetização em motores lineares para uso em compressores.

 a.4. Estudo de Técnicas de Magnetização: Projetos de pesquisa com o objetivo de desenvolver procedimentos para magnetização dos imãs de motores lineares. Na maioria dos casos, serão exigidos estudos específicos, devido ao formato do magneto e ao sentido de magnetização requerido.

 2.5. TERMODINÂMICA

a. Pesquisa Científica e Tecnológica em dispositivos transportadores de calor (diferentes conceitos de Tubos de Calor, Termosifões, liquid pump, etc.): A proposta desta linha de pesquisa é o desenvolvimento de metodologias numéricas e experimentais para a análise de diferentes dispositivos transportadores de calor, de modo a permitir um entendimento teórico e tecnológico da aplicação de cada metodologia no que concerne ao transporte de calor (densidade de fluxo, tamanho x capacidade de remoção de calor, manufatura, robustez). Como saídas, espera-se a geração de material de referência, com aspectos teóricos e numéricos da análise e projeto destes dispositivos. Além disto, deverão ser geradas ferramentas numéricas para análise e projeto de alguns dispositivos, sendo estas ferramentas também encaradas como saídas do projeto. A linha também contempla o projeto e análise, em nível de prova de conceito dos mesmos dispositivos sob condições de operação a serem determinadas.

Saídas esperadas: material teórico / analítico a respeito de cada tecnologia e contemplando o desenvolvimento do modelo numérico; Códigos numéricos que possam ser utilizados na análise destes dispositivos; Protótipos dos diferentes dispositivos e resultados de sua aplicação em bancada, validando a aplicação dos mesmos.

b. Pesquisa Científica e Tecnológica em dispositivos inovadores para refrigeração: A proposta do presente trabalho é o estudo e desenvolvimento de tecnologias complementares de geração de frio (adicionais a compressão de vapor) e que sejam atrativas do ponto de vista de custo, tamanho, taxa de resfriamento, autonomia, etc. Como resultados esperados, espera-se um relatório técnico detalhado, acerca das oportunidades e limitações de cada tecnologia, e que deverá conter também todo o conhecimento teórico e numérico gerado no desenvolvimento. O trabalho também contempla o desenvolvimento de ferramentas numéricas para análise e projeto das diferentes tecnologias, que será considerada uma saída do trabalho. A prova do conceito das diferentes tecnologias, em condições de operação e funcionamento também é esperada como saída da presente linha de pesquisa.

c. Pesquisa Científica e Tecnológica em comando e controle de válvulas: A proposta do presente trabalho é a análise de diferentes conceitos de acionamento e controle de válvulas. Como saídas, espera-se uma ferramenta de análise e projeto destes sistemas (ex. PZT, eletromagnético, material com memória de forma), estratégias (algoritmos) de controle (procedimento e ferramentas) bem como a prova do conceito em bancada.

d. Análise de termo-acumuladores latentes (PCMs) aplicados a sistemas de refrigeração:O objetivo desta linha de pesquisa é de entender as oportunidades da aplicação de termo-acumuladores latentes (PCMs) em aplicações de refrigeração. Espera-se poder verificar e quantificar os possíveis ganhos com a aplicação destes elementos, bem como entender as limitações tecnológicas e conceituais de sua utilização.

2.6. ACÚSTICA

a. Controle ativo de ruído radiados por estruturas tipo cascas: Controle do ruído radiado por estruturas tipo cascas esféricas quando excitadas por fontes pontuais e distribuídas na faixa de frequência de 400 a 5 KHz.

b. Controle ativo de ruído em cavidades e atenuadores acústicos: Controle da pressão sonora no interior de cavidade e atenuadores acústicos de forma a reduzir a resposta e prover maior atenuação. As fontes de ruído estão localizadas no interior destes sistemas, podendo ser pontual e/ou distribuídas e não estacionárias. Faixa de freqüência de 100 a 5kHz. As dimensões dos atuadores e sensores não devem exceder 50mm3.

c. Modelo e procedimento de simulação do comportamento vibroacústico do refrigerador: Modelo que prediz a resposta acústica de um refrigerador considerando todos os componentes e fontes (compressor, ventiladores, fluxo e expansão de gás) na faixa de 100 a 10 KHz.

d. Modelo numérico do ruído gerado pelo escoamento e expansão de gases: Desenvolvimento de modelo numérico que considere a pulsação e ruído gerados pelo escoamento de uma mistura bifásica considerando mudança de fase em um tubo.

 

3. Chamada de Propostas de Pesquisa

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, e a Whirlpool/Unidade Embraco tornam pública a presente Chamada de Propostas de Pesquisa e convidam os pesquisadores interessados – vinculados a instituições de ensino superior e de pesquisa no Estado de São Paulo de comprovada competência científica e tecnológica e que tenham a capacidade de oferecer serviços tecnológicos referentes às atividades de pesquisa e desenvolvimento nas áreas de interesse – a apresentarem propostas de projetos de pesquisa no âmbito do convênio firmado entre a FAPESP e a Whirlpool/Unidade Embraco, nas formas e condições a seguir estabelecidas.

 

4. Objetivos

O objetivo desta Chamada de Propostas de Pesquisa é identificar, selecionar e apoiar projetos de pesquisa fundamental e aplicada, de classe mundial, relacionadas aos temas descritos na Seção 2.
 

5. Condições de participação

As condições de participação na Chamada de Propostas de Pesquisa listadas abaixo serão aplicadas rigorosamente. Propostas que violem alguma das condições serão excluídas.

a.  As propostas devem ser apresentadas por pesquisadores de instituições de ensino superior e de pesquisa no Estado de São Paulo. Aplicam-se as condições e restrições do Programa FAPESP de Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE), excluindo-se aquelas restrições e condições explicitamente excepcionadas nesta Chamada de Propostas de Pesquisa.

b. Propostas que estejam incompletas, imprecisas, ou que de alguma maneira não estejam aderentes aos termos desta Chamada, segundo análise pelo Comitê Gestor do Convênio FAPESP-Whirlpool Unidade Embraco, serão excluídas.
 


6. Características das propostas de pesquisa

As propostas deverão buscar alguns ou todos os seguintes objetivos de pesquisa:

a. Soluções novas e criativas: os projetos que se buscam não são do tipo engenharia incremental com um resultado garantido, mas sim propostas que explorem e criem nova tecnologia e conhecimento. A FAPESP e a Whirlpool Unidade Embraco encorajam abordagens ousadas, originais e não-convencionais para os desafios científicos e tecnológicos centrais nos temas listados na Seção 2.

b. Relevância imediata: A FAPESP e a Whirlpool Unidade Embraco buscam projetos que sejam intensamente conectados ao desenvolvimento de soluções para os desafios científicos e tecnológicos dos temas da Seção 2. Os objetivos devem ser específicos, mensuráveis e orientados a resultados com métricas tangíveis.

c. Disseminação e comunicação: os resultados da pesquisa devem ser amplamente comunicados nas comunidades científicas relevantes, usando-se canais acadêmicos estabelecidos tais como conferências internacionais e revistas científicas arbitradas. Todos os projetos selecionados devem resultar em presença detalhada na Web e relevantes apresentações em conferências e publicações. Outros canais para o desenvolvimento comunitário podem incluir workshops regionais, seminários de pós-graduação e itens curriculares como cursos ou materiais para cursos.

d. Propriedade intelectual dos resultados: os direitos de proteção e exploração da propriedade intelectual sobre os resultados serão objeto de cláusula em convênio entre a FAPESP, a Whirlpool Unidade Embraco e a Instituição sede de cada um dos projetos selecionados. A FAPESP, a Whirlpool Unidade Embraco e a instituição sede se comprometem a buscar os instrumentos para proteção da propriedade intelectual de tal forma que a obtenção desta, seja por meio de patentes ou outras, não represente obstáculo à comunicação dos resultados em canais científicos e técnicos.

e. Testes de campo: O objetivo da Chamada de Propostas de Pesquisa é avançar o estado da arte das tecnologias. O desenvolvimento de testes de campo é encorajado, embora não requerido, exceto nos itens que envolvem a necessidade de validação em plantas-piloto.

 

7. Recursos destinados a esta chamada

O total de recursos oferecido pela FAPESP e pela Whirlpool Unidade Embraco para atender às propostas selecionadas nesta Chamada de Propostas de Pesquisa é de R$ 20.000.000,00, sendo R$ 10.000.000,00 pela FAPESP e R$ 10.000.000,00 pela Whirlpool Unidade Embraco. A adequação do orçamento proposto aos objetivos e à capacidade da equipe proponente é um dos elementos importantes a serem considerados na análise e seleção das propostas. A FAPESP e a Embraco se reservam o direito de propor orçamentos menores do que os solicitados para algumas das propostas selecionadas.

As propostas devem apresentar os itens de orçamento solicitados à FAPESP e à Whirlpool Unidade Embraco, buscando manter em torno de 50% a fração do valor total solicitada a cada um dos financiadores. Tal equilíbrio é desejável, mas não é obrigatório, podendo afastar-se dos 50% devido a situações específicas justificadas.

Os itens de orçamento que podem ser solicitados à FAPESP são aqueles tradicionalmente apoiados pela fundação e descritos em http://www.fapesp.br/materia/1656/pite/orcamento.htm.

Os itens de orçamento que podem ser cobertos com recursos da Whirlpool Unidade Embraco devem estar restritos a:

a. Recursos aplicados em bens de capital ou equipamentos desde que estes fiquem sob a propriedade das Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa localizadas no Estado de São Paulo, após a conclusão do projeto;

b. Recursos aplicados em bolsas de estudo para Iniciação Científica, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado, com valores, no mínimo, iguais aos das Bolsas FAPESP para estas modalidades;

c. Recursos aplicados em custeio de materiais de consumo, viagens e serviços de terceiros diretamente associados ao projeto;

d. Recursos aplicados na infraestrutura de pesquisa associada ao projeto;

e. Recursos para complementação salarial dos professores ou pesquisadores contratados pelas instituições de Ensino Superior e Pesquisa, participantes do projeto;

f. As situações especiais ou omissas serão analisadas especificamente, em cada caso, mediante justificativa circunstanciada que deve constar da proposta, pelo Conselho Técnico Administrativo da FAPESP.

 

8. Duração do Projeto

As propostas deverão ser para projetos com duração de até, no máximo, 48 meses.

 

9. Apresentação das Propostas

As propostas devem ser apresentadas em papel (3 vias) e acompanhadas de um CD contendo em um único arquivo de formato PDF todo o material.

A proposta deve conter:

a.    Formulário FAPESP-PITE (propostas apresentadas em outros formulários FAPESP serão desqualificadas na autuação);

b.    Súmula Curricular FAPESP (para cada um dos Pesquisadores Principais, inclusive aqueles de empresas parceiras, se houver;

c.     Projeto de Pesquisa: as propostas devem cobrir os itens de c.1) a d.3.12) descritos abaixo. Os itens de c.1) a c.7) devem estar em no máximo 20 páginas, usando tipo de tamanho 12 e espaçamento duplo. Por favor, use os títulos listados em c.1) a c.7) como títulos de seções:

c.1. Enunciado do problema: Qual será o problema tratado pelo projeto e qual sua importância? Qual será a contribuição para a área se bem sucedido? Cite trabalhos relevantes na área, conforme necessário.

c.2. Resultados esperados: O que será criado ou produzido como resultado o projeto proposto? Como os resultados serão disseminados?

c.3. Desafios científicos e tecnológicos e os meios e métodos para superá-los: explicite os desafios científicos e tecnológicos que o projeto se propõe a superar para atingir os objetivos. Descreva com que meios e métodos estes desafios poderão ser vencidos. Cite referências que ajudem os assessores que analisarão a proposta a entenderem que os desafios mencionados não foram ainda vencidos (ou ainda não foram vencidos de forma adequada) e que poderão ser vencidos com os métodos e meios da proposta em análise.

c.4. Descrição da equipe: todos os participantes do projeto devem ser elencados: além do nome do participante, instituição e entidade devem ser nomeadas, função no projeto deve ser definida, carga horária dedicada ao projeto deve ser atribuída, e assinatura do participante aportada na referida planilha (acessível em www.fapesp.br/chamadas/whirlpool/embraco/equipe_0709.xls).

c.5. Cronograma: Quando o projeto será completado? Quais os eventos marcantes que poderão ser usados para medir o progresso do projeto e quando estará completo? Caso o projeto proposto seja parte de outro projeto maior já em andamento, estime os prazos somente para o projeto proposto.

c.6. Disseminação e avaliação: Como os resultados do projeto deverão ser avaliados e como serão disseminados? Que tipo de licença e em que termos os resultados serão disponibilizados?

c.7. Outros apoios: Demonstre outros apoios ao projeto, se houver, em forma de fundos, bens ou serviços, mas sem incluir itens como uso de instalações da instituição que já estão disponíveis. Note que os autores das propostas selecionadas deverão apresentar carta oficial assinada pelo dirigente da instituição, comprometendo os recursos e bens adicionais descritos na proposta.
Em adição, cada proposta poderá conter, como anexos, os documentos relacionados ao item abaixo, se for o caso (este item não deve ser incluído na contagem de 20 páginas mencionada acima):

c.8. Plano de Trabalho para as Bolsas (Iniciação Científica, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado) solicitadas: Os custos para Bolsas de Iniciação Científica, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado, cujos prazos devem ser iguais ou menores do que o prazo de duração do projeto,  poderão ser coberto com recursos da Whirlpool Unidade Embraco, dependendo da análise da proposta e da disponibilidade financeira, a ser verificada no momento da seleção das propostas. Os valores das bolsas deverão ser, no mínimo, iguais aos das bolsas FAPESP para estas modalidades.
Para cada bolsa solicitada deverá ser apresentado, com a proposta inicial, um Plano de Trabalho com até duas páginas, incluindo Título do Projeto de Bolsa, Resumo e Descrição do Plano. Não é necessário indicar o nome do bolsista na proposta, mas caso o projeto seja aprovado, o Pesquisador Principal deverá providenciar processo seletivo anunciado publicamente para selecionar os bolsistas por mérito acadêmico.

d.    Planilhas: Estão disponibilizados no site www.fapesp.br/chamadas/whirlpool/embraco/planilhas as seguintes planilhas e documentos a serem preenchidos e submetidos à FAPESP:

d.1.Planilhas de orçamentos para ambos FAPESP e Whirlpool Unidade Embraco;

d.2. Planilhas de cronogramas físico-financeiros para ambos FAPESP e Whirlpool Unidade Embraco;

d.3. Planilhas de cronogramas de desembolso para ambos FAPESP e Whirlpool Unidade Embraco;

d.4. Planilha do Orçamento Consolidado, por rubrica e por fonte (FAPESP, Whirlpool Unidade Embraco e outras fontes como universidade, institutos, outras agências);

d.5. Descrição da Equipe

 

10. Comunicações relativas a esta Chamada de Propostas de Pesquisa

 10.1. Apresentação das propostas

As propostas devem ser apresentadas em papel (3 vias) e acompanhadas de um CD contendo em um único arquivo de formato PDF todo o material listado na seção 9.

10.2. Para esclarecimentos

Questões relativas a esta Chamada de Propostas de Pesquisa devem ser encaminhadas para chamada_fapesp_Whirlpool_b@fapesp.br. Para atendimento mais eficaz, inclua “Chamada FAPESP – Whirlpool” no campo “Assunto” do e-mail. 

Esclarecimentos sobre esta Chamada de Propostas de Pesquisa na FAPESP:

 Dra. Conceição Vedovello
Diretora da Área para Ciências Exatas e Engenharia
FAPESP
E-mail:chamada_fapesp_Whirlpool_b@fapesp.br
Tel.: (11) 3838 4031 

Esclarecimentos técnicos com a Whirlpool Unidade Embraco:

Recomenda-se aos interessados em apresentar propostas de projetos de pesquisa no âmbito desta Chamada contatar a empresa durante a elaboração da mesma. A aderência às orientações oferecidas pela empresa não garante a aprovação da proposta – lembra-se aos interessados que a análise será feita pelo sistema de assessoria ad-hoc tradicionalmente utilizado pela FAPESP. A solicitação de orientação técnica junto à Whirlpool Unidade Eletrodomésticos deve ser encaminhada a:

Dr. Maicon Bueno
Especialista em Relações Institucionais
Embraco
Telefone: (47) 3441 2164
e-mail: maicon_bueno@embraco.com.br

 

11. Análise e Seleção das Propostas de Pesquisa

Todas as propostas consideradas aderentes aos termos desta Chamada de Propostas de Pesquisa serão analisadas.

A seleção das propostas será realizada por análise de mérito e análises comparativas. Estas serão realizadas usando-se pareceres de assessoria ad-hoc, das Coordenações de Área e Adjuntas da FAPESP de acordo com os critérios para seleção de Auxílios à Pesquisa tradicionais da FAPESP, e do Comitê Gestor da cooperação FAPESP-Whirlpool.

Não participarão do processo de análise e seleção de propostas pesquisadores participantes em alguma proposta submetida.

Todas as propostas serão analisadas usando-se os seguintes critérios:

a. Aderência aos termos especificados na chamada

b. Soluções novas e criativas através de projetos que não sejam do tipo engenharia incremental com resultado garantido, mas sim propostas que explorem e criem novas soluções e conhecimentos.

c. Originalidade e ousadia da proposta com objetivos bem definidos e que, se atingidos, têm o potencial de ter impacto significativo no campo pesquisado.

d. Qualidade do projeto de pesquisa, na especificação clara dos objetivos, dos desafios a serem vencidos e dos meios e métodos científicos e técnicos em relação ao desenvolvimento de soluções inovadoras.

e.  Qualidade e diligência de engenharia incluindo a base científica, metodologia de testes e planos para a implementação.

f.  Adequação da infra-estrutura oferecida pela instituição.

g. Qualificação do pesquisador proponente e sua equipe demonstrada por histórico anterior de resultados de pesquisa em áreas relevantes a esta chamada, finalização bem sucedida de projetos anteriores, prêmios e reconhecimentos por publicações demonstradas nas súmulas curriculares dos pesquisadores principais

h.  Viabilidade da execução do projeto, incluindo a adequação dos recursos físicos disponíveis, apoio institucional, viabilidade de execução dos cronogramas, quantidade e quantificação de participantes e valor.

 

12. Cronograma

Evento

Datas

Publicação da Chamada no Portal da FAPESP

27/07/2009

Última data para recebimento de propostas

21/09/2009

Publicação dos resultados do processo de análise e seleção

26/01/2010

 

13. Resultado da Seleção de Propostas

Os resultados finais serão divulgados no portal da FAPESP (www.fapesp.br ) e por meio de comunicado aos interessados.

Propostas que não forem selecionadas não serão objeto de diligências ou solicitações de reconsideração no âmbito desta Chamada de Propostas de Pesquisa.

 

14. Cancelamento da Concessão

A concessão do apoio financeiro poderá ser cancelada pela FAPESP, por ocorrência, durante sua execução, de fato cuja gravidade justifique o cancelamento, a critério da Diretoria Científica da FAPESP, sem prejuízo de outras providências cabíveis.

 

15. Concessão, Acompanhamento e Avaliação dos Projetos

Caso a solicitação seja aprovada, será lavrado Termo de Outorga, o qual deverá ser assinado pelo pesquisador principal e pelo responsável pela instituição.

Os resultados obtidos deverão ser demonstrados em relatórios científicos, e prestações de contas deverão ser encaminhas de acordo com o estabelecido no Termo de Outorga.