INCT sobre Comportamento, Cognição e Ensino

Missão

Organizado em uma rede multiinstitucional e multiregional, este Instituto focaliza ciência e tecnologia comportamental que trata do funcionamento simbólico e seus déficits funcionais, particularmente em crianças (e.g. habilidades disfuncionais de comunicação, desenvolvimento atrasado de linguagem devido a surdez congênita, fracasso em alcançar competências básicas em leitura e matemática etc.).

Déficits de funcionamento simbólico representam um desafio substancial para os indivíduos afetados, para suas famílias e para suas comunidades mais amplas. Tais déficits podem resultar de distúrbios neurológicos, de ambientes empobrecidos e/ou de suas interações entre si e com outras variáveis. Qualquer que seja a etiologia, contudo, a abordagem primária à prevenção ou remediação de déficits no funcionamento simbólico é  intervenção comportamental e o fortalecimento do suporte educacional, aliados a outras intervenções que reduzam seu impacto.

Esta rede integra atualmente pesquisa básica e aplicada em um programa multiinstitucional coerente e altamente produtivo, que focaliza vários aspectos do funcionamento simbólico em crianças.

Progresso substancial tem sido feito no desenvolvimento de:

- modelos laboratoriais de funcionamento simbólico e seus precursores, que permitem a pesquisa voltada para a identificação das condições necessárias e suficientes para o estabelecimento de competências simbólicas;
- modelos animais que contribuem para a análise do comportamento simbólico e seus precursores e fundamentam intervenções educacionais/terapêuticas para certas populações de crianças;
- metodologia para avaliação e remediação de déficits de comunicação simbólica em crianças com surdez congênita ou adquirida;
- metodologia que possa ser útil na aplicação em intervenções precoces que alterem positivamente as trajetórias de desenvolvimento de bebês e crianças pequenas com ou sem distúrbios neuro-desenvolvimentais;
- metodologia para a prevenção e remediação de deficits na leitura, escrita e matemática em crianças em idade escolar. O grupo tem também conduzido pesquisa investigando sistemas efetivos para o fornecimento e a disseminação de tecnologias comportamentais baseadas em evidência, em escolas, clínicas e outros ambientes de serviço.

O principal objetivo de pesquisa do Instituto será a análise científica do funcionamento simbólico e seus determinantes, incluindo, mas não se limitando a:

- dentificação das condições necessárias e suficientes para o desenvolvimento de funcionamento simbólico apropriado à idade;
- desenvolvimento e/ou refinamento de procedimentos específicos para lidar com os desafios colocados pela variabilidade inter-individual em resposta a procedimentos educacionais ou terapêuticos, incluindo aqueles planejados para melhorar o funcionamento e também os destinados a lidar prosteticamente com déficits de função simbólica;
- investigação e desenvolvimento de metodologia para estabelecer o funcionamento simbólico em ambientes educacionais  e terapêuticos.

Outros objetivos do instituto incluem suporte para acelerar o desenvolvimento profissional dos jovens cientistas que participam do grupo, a contribuição para a formação de novos mestres e doutores para a área e a disseminação dos resultados do trabalho do Instituto para cientistas de áreas afins, profissionais em saúde e educação e para o público geral, de uma forma que possa ser prontamente compreendida por indivíduos sem treino formal e/ou experiência com ciência e tecnologia.