INCT em Biofabricação

Objetivo

A criação do INCT em Biofabricação é uma iniciativa que beneficiará a sociedade de um modo geral, possibilitará a criação de ferramentas de auxílio ao tratamento de pacientes e cuidados médicos adequados, a descoberta de novos materiais para a engenharia de tecidos e produção de próteses, o desenvolvimento de modelos customizados e biocompatíveis, a disseminação de conhecimento dentro e fora da rede nacional, a conscientização da sociedade sobre esta nova forma de apoio à saúde humana, a possibilidade de maior assistência a comunidades carentes, grupos específicos ou vítimas de acidentes em geral.

A ciência dos biomateriais é uma atividade multidisciplinar que envolve a medicina, as ciências naturais e as engenharias, delimitando duas grandes áreas: a biotecnologia e a bioengenharia. Em relação ao desenvolvimento, caracterização e aplicações de biomateriais, a área vem experimentando avanços significativos que envolvem mudanças no conceito de biomateriais, como implantes permanentes para substituir tecidos danificados ou doentes, e pela engenharia de tecido, que visa a reconstrução in vitro ou in vivo (medicina regenerativa) da função perdida.

O INCT em Biofabricação visa a integração de aspectos computacionais, novas técnicas de processamento e síntese e desenvolvimento de biomateriais através da adoção de estratégias bio-inspiradas (biomimetismo). A expressão biomimetismo emerge exatamente dessa potencialidade da biofabricação de reproduzir partes do corpo humano tanto no domínio macroscópico (anatômica) como microscópico (scaffolds) e nas propriedades físicas, químicas e biológicas.

A Natureza é a base de todo o trabalho destes laboratórios, porque é dela que são extraídas as matérias-primas. Amidos, sojas, derivados de crustáceos e algas são os ingredientes imprescindíveis para produzir biomateriais. Aqui a regra é aprender com a natureza e copiar as suas funções biológicas.