Edital FAPESP 01/2004 - Acordo FAPESP / ENS

Conforme o previsto no acordo firmado entre a FAPESP e a École Normale Supérieure de Paris (ENS), cujo texto está disponível no site da FAPESP (clique aqui), estão abertas até o dia 10 de maio de 2004, as inscrições de candidatos à realização de estágio de pesquisa na ENS, em nível de Doutoramento, no período de setembro de 2004 a junho de 2005.

Os candidatos devem ser estudantes de programas de doutoramento do Estado de São Paulo, numa das áreas de pesquisa existentes na ENS. A lista dessas áreas pode ser consultada no site www.ens.fr/departements.

Aos candidatos aprovados, a ENS oferecerá, conforme os termos do acordo:

(1) alojamento na ENS;
(2) apoio administrativo, referente às formalidades para instalação na França;
(3) acesso a todos os cursos e seminários, assim como aos meios de pesquisa (bibliotecas, laboratórios, etc.), da ENS;
(4) co-tutela para orientação de tese na ENS ou tutoria individual, isto é, acompanhamento e orientação regulares do trabalho de pesquisa do doutorando por um docente ou pesquisador vinculado à ENS.

Além disso, os doutorandos poderão se beneficiar dos acordos de cooperação mantidos pela ENS com universidades ou grupos de pesquisa, franceses ou não.

Os demais custos de manutenção do estudante na França deverão ser cobertos com recursos de agências de fomento brasileiras – recursos da Reserva Técnica, no caso de bolsista de doutoramento da FAPESP; bolsas-sanduíche de agências federais, nos demais casos.

As inscrições serão recebidas exclusivamente por meio eletrônico. O candidato deverá preencher o formulário on line pertinente e enviar os seguintes documentos para o endereço eletrônico viaexpressa@fapesp.br:

(1) Projeto de Pesquisa e Plano de Atividades na ENS: em francês, no máximo de 20.000 caracteres.

(2) Currículos Resumidos: do candidato e seu orientador no programa de doutoramento.

As candidaturas serão analisadas, em junho de 2004, por comissão formada paritariamente por membros indicados pela FAPESP e pela ENS.

Os candidatos aprovados deverão apresentar, além da documentação exigida pela agência de fomento que financiará sua manutenção na França, o certificado de proficiência em língua francesa por ela ordinariamente exigido.