CONVÊNIO FAPESP-GRUPO ENS (França)


A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), representada por seu Presidente, Carlos Alberto Vogt,

e o Grupo ENS, representado pelo
Diretor da Ecole Normale Supérieure, M. Gabriel Ruget,
Diretor da Ecole Normale Supérieure de Cachan, Mme Claire Dupas,
Diretor da Ecole Normale Supérieure Lettres et Sciences Humaines, M. Sylvain Auroux,
Diretor da Ecole Normale Supérieure de Lyon, M. Philippe Gillet,

decidem, pelo presente acordo, desenvolver uma cooperação permanente, relativamente a todas as áreas do conhecimento filosófico, científico e tecnológico, assim como das Artes, envolvendo o conjunto das universidades e instituições de pesquisa do Estado de São Paulo.
 

I. Pesquisas em nível de doutorado

a) as ENS acolherão anualmente doutorandos de instituições do Estado de São Paulo que realizem pesquisas numa das áreas representadas nos departamentos, grupos de pesquisa ou laboratórios das ENS.

A duração de sua estada será de dez meses, de setembro a junho do ano seguinte.

Os doutorandos serão selecionados por uma comissão paritariamente formada por membros indicados pela FAPESP e pelo Grupo ENS.

As ENS acolherão apenas doutorandos cuja estada na França seja financiada por bolsa brasileira, seja da FAPESP, seja de qualquer outra agência brasileira. 

A esses doutorandos, as ENS oferecerão: 

i) alojamento em uma das ENS;

ii) apoio administrativo, referente às formalidades para instalação na França;

iii) acesso a todos os cursos e seminários, assim como aos meios de pesquisa (bibliotecas, laboratórios, etc.), das ENS;

iv) ou uma co-tutela para orientação de tese na ENS ou uma tutoria individual, isto é, acompanhamento e orientação regulares do trabalho de pesquisa do doutorando por um docente ou pesquisador vinculado à ENS.

Além disso, os doutorandos poderão se beneficiar dos acordos de cooperação mantidos pelas ENS com universidades ou grupos de pesquisa, franceses ou não.  

b) Por outro lado, alunos e ex-alunos das ENS que tenham projeto de tese de doutorado poderão pleitear realizá-lo, no todo ou em parte, no âmbito de um programa de doutorado do Estado de São Paulo. Tais pleitos serão analisados pela comissão paritária FAPESP - Grupo ENS, à qual caberá recomendar ou não seu atendimento. Dentro dos limites definidos por suas respectivas normas, as instituições do Estado de São Paulo que aderirem ao presente acordo facilitarão a inscrição formal desses estudantes em seus programas de doutorado e a FAPESP admitirá sua candidatura a bolsas de doutorado.
 

II. Pesquisas em nível de pós-doutorado

a) A FAPESP poderá encaminhar ao Grupo ENS a candidatura de pesquisadores que desejem realizar estágios de pós-doutoramento num laboratório ou grupo de pesquisa da ENS. Estas os aceitarão conforme suas disponibilidades e conforme a adequação de seus projetos aos programas de pesquisa que nelas são desenvolvidos. Durante sua estada nas ENS, tais pesquisadores terão acesso a todos os meios de pesquisa disponíveis nas ENS.

Por outro lado, ex-alunos das ENS, portadores do título de doutor, cujos projetos de pesquisa possam se integrar num dos projetos temáticos apoiados pela FAPESP, poderão candidatar-se a uma bolsa de pós-doutoramento da FAPESP, nos termos do acordo firmado pela FAPESP e pelo COFECUB em 1999.

As ENS dispõem-se a divulgar a seus ex-alunos e a seus pesquisadores associados os projetos dos grupos de pesquisa de São Paulo que poderiam, em princípio, acolhê-los para estágios de pós-doutoramento, bem como a estimular sua candidatura a tais estágios.

A FAPESP dispõe-se a divulgar aos grupos de pesquisa de São Paulo os projetos de ex-alunos e pesquisadores associados das ENS interessados em realizar estágios de pós-doutoramento em São Paulo e a facilitar a estes acesso a suas bolsas de pós-doutorado, segundo suas regras de funcionamento.

 

São Paulo, 10 de dezembro de 2003

CARLOS ALBERTO VOGT
Presidente
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

GABRIEL RUGET
Directeur
Ecole Normale Supérieure
CLAIRE DUPAS
Directrice
Ecole Normale Supérieure de Cachan
SYLVAIN AUROUX
Directeur
Ecole Normale Supérieure Lettres et Sciences Humaines
PHILIPPE GILLET
Directeur
Ecole Normale Supérieure de Lyon




Clique aqui para o texto do convênio em francês.