Patrícia Morellato

Patrícia Morellato

Leonor Patrícia Cerdeira Morellato possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (1982), mestrado (1987) e doutorado (1991) em Ecologia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Livre-docente em Taxonomia Vegetal pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), campus de Rio Claro e atualmente professor titular de Botânica (2005) desta instituição. Tem experiência na área de Ecologia e Botânica, atuando principalmente com fenologia de vegetações tropicas e mudanças climáticas, evolução de padrões temporais, de diversidade e reprodutivos em plantas, polinização e dispersão de sementes, efeitos antrópicos e do fogo, e conservação da biodiversidade. 

Foi professor visitante na University of California, Davies, USA (1997), University of Alberta, Canadá (2008), Universidade Técnica de Munique, Friesing, Alemanha (2011-2012), Cornell University, USA (2013), Universidade de Avignon, França (2016). Membro do Comitê assessor da Capes (2012), do Comitê Internacional de Fenologia (2010-presente), participante da Associação de Biologia Tropical e Conservação (ATBC) desde 1996 e membro do comitê diretor (2001–2003), membro da Sociedade Brasileira de Botânica, Associação Brasileira de Ecologia (ABECO) e da Botanical Society of America (BSA) e Ecological Society of America (ESA).

Estabeleceu a primeira rede de fenologia tropical no Brasil usando câmeras digitais (e-phenology network). Atualmente é editora associada das revistas Flora e Global Ecology and Biogeography. Recebeu o Prêmio Jabuti de Literatura em 1993, na área de Ciências Naturais, pela organização no livro: História Natural da Serra do Japi. (Editora da Unicamp). Participou do quarto IPCC 2007 (contributing author - Working Group II) ganhador do Prêmio Nobel da Paz.