Chamada para seleção de propostas de Auxílio à Pesquisa Jovens Pesquisadores FASE 2 (JP - 2)

Conteúdo

1 Sumário
2 Introdução
3 Valor oferecido
4 Cronograma de eventos
5 Forma de apresentação das propostas
6 Análise e seleção das propostas

6.1 Procedimentos e critérios de análise

6.1.1 Enquadramento
6.1.2 Análise do mérito

7 Recursos administrativos
8 Acompanhamento e relatórios

 


1.
Sumário

A finalidade do Auxílio Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes – Fase 2 (JP-2) é possibilitar a consolidação de linhas de pesquisa iniciadas por agraciados por Auxílios Jovens Pesquisadores da FAPESP, dando suporte à continuação do estabelecimento de grupo de pesquisa e ao desenvolvimento da temática abordada. As propostas devem fortalecer a independência do pesquisador responsável e a excelência do grupo recentemente criado.

Data final para apresentação de propostas:
31 de julho de 2018
Valor total reservado para contratação de todas
as propostas selecionadas:
Até o máximo de R$ 70 milhões
Valor máximo que pode ser solicitado em cada proposta:
R$ 4 milhões
Duração das propostas:
60 meses
Pessoa de contato na FAPESP:
Dra. Regina Costa de Oliveira
e-mail:
chamada-jp2@fapesp.br

2. Introdução

A finalidade do Auxílio à Pesquisa - Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes – Fase 2 (AP.JP-2) é possibilitar a consolidação de linhas de pesquisa iniciadas por agraciados por Auxílios à Pesquisa - Jovens Pesquisadores da FAPESP, dando suporte à continuidade do estabelecimento de grupo de pesquisa e ao desenvolvimento da temática abordada. O Programa Jovens Pesquisadores busca fortalecer a independência do pesquisador responsável e a excelência do grupo recentemente criado.

Poderão se inscrever na chamada candidatos que tenham usufruído de Auxílio Jovem Pesquisador FAPESP nas seguintes condições:

a) Ter completado a vigência do auxílio JP-1 há não mais que três anos prévios à data de encerramento da chamada JP-2 (31 de julho de 2018, seção 4); ou

b) Cujos Auxílios JP-1 tenham, em 31 de julho de 2018, pelo menos 42 meses de vigência.

Em qualquer caso, é essencial que a proposta demonstre que no Auxílio à Pesquisa – Jovens Pesquisadores Fase 1 tenha havido resultados excelentes.

É necessário que o pesquisador proponente tenha vínculo empregatício com instituição de ensino e/ou pesquisa no Estado de São Paulo.

Os projetos de pesquisa propostos devem ter duração de 5 anos, e as solicitações de financiamento serão submetidas em chamadas publicadas anualmente.

3. Valor oferecido

A FAPESP oferece neste Edital o valor de até R$ 70 milhões, a serem contratados para propostas com duração de 60 meses a partir da assinatura do Termo de Outorga de cada proposta de pesquisa selecionada.

Os recursos financiados pela FAPESP destinam-se exclusivamente a apoiar atividades de pesquisa, nas modalidades Auxílios à Pesquisa Jovens Pesquisadores, Bolsas no País (com as possíveis Bolsas no Exterior a si vinculadas), Auxílio Pesquisador Visitante, e as correspondentes Reservas Técnicas.

Cada proposta poderá solicitar até o valor de R$ 4 milhões, devendo o valor solicitado ser compatível com a dimensão e objetivos do projeto de pesquisa apresentado e com a capacidade de apoio institucional garantido pela entidade sede. A FAPESP se reserva o direito de aprovar valores inferiores aos solicitados, com base no apurado no processo de análise e seleção de propostas.

4. Cronograma de eventos

Anúncio da Chamada de Propostas

02 de maio de 2018

Data final para apresentação de propostas (exclusivamente via sistema SAGe)

31 de julho de 2018

Anúncio dos resultados

A partir de 30 de novembro de 2018

5. Forma de apresentação das propostas

As normas para submissão das propostas encontram-se detalhadas no Anexo a esta Chamada.

As solicitações da Chamada para o Edital JP-2 deverão ser feitas exclusivamente por meio do Sistema de Apoio a Gestão (SAGe), no endereço: www.fapesp.br/sage. No próprio SAGe, no link Manuais, é possível encontrar documentos que orientam o cadastramento de usuário, a preparação e submissão de proposta de auxílio e a solicitação de cadastramento de instituição de pesquisa.

6. Análise e seleção das propostas

As solicitações apresentadas na Chamada JP-2 serão submetidas a uma fase de enquadramento na qual serão analisados a compatibilidade de cada proposta com as normas da Chamada, bem como as qualificações do pesquisador proponente quanto à capacidade de liderança científica e gestão. As propostas consideradas enquadradas na Chamada prosseguirão para a segunda fase, de análise do mérito.

6.1. Procedimentos e critérios de análise

Há duas fases na análise: Enquadramento e Análise do Mérito.

6.1.1. Enquadramento

Nesta fase a proposta é analisada pela Coordenação de Área e pela Coordenação Adjunta do ponto de vista do enquadramento às normas da Chamada (inclusive e especialmente os requisitos descritos na seção “4.3 Requisitos do Pesquisador Responsável”) e da adequação do histórico acadêmico do proponente aos objetivos do programa.

6.1.2. Análise do mérito

As propostas enquadradas são submetidas à análise de mérito usando-se assessoria externa de pesquisadores experientes na área do conhecimento do projeto. Os itens que orientam o parecer da assessoria estão especificados nas Normas descritas no anexo a esta Chamada.

As propostas serão analisadas pelas Coordenações de Área e Coordenação Adjunta da DC FAPESP, com auxílio dos pareceres de assessoria.

A critério da FAPESP o processo de Análise do Mérito poderá incluir entrevistas com participantes selecionados.

7. Recursos Administrativos

1) Caso o proponente tenha justificativa para contestar o resultado do julgamento das propostas, poderá apresentar recurso em formulário eletrônico específico, disponível na página web da FAPESP em que serão anunciados os resultados do processo de análise e seleção de propostas, no prazo de 7 (sete) dias corridos, a contar da data da publicação do resultado na página web da FAPESP e da disponibilização dos pareceres aos proponentes.

2) Na contagem do prazo excluir-se-á o dia do início e incluir-se-á o do vencimento, e considerar-se-ão os dias consecutivos. O prazo terá início e término em dias de expediente no FAPESP.

3) A solicitação de recurso deverá ser dirigida ao Conselho Técnico Administrativo (CTA) da FAPESP.

4) Não será aceita, nesta fase, a reformulação de propostas.

5) O recurso, se admitido para análise pelo CTA, será encaminhado à Coordenação Adjunta da Diretoria Científica para emissão de parecer. Com base nos pareceres o CTA da FAPESP fará a deliberação final.

8. Acompanhamento e relatórios

As propostas aprovadas terão sua execução acompanhada por meio de Relatórios de Progresso anuais e, a critério da FAPESP, de visitas por especialistas convidados pela FAPESP.


As normas do Programa JP-2 estão disponíveis em
www.fapesp.br/11731.