FAPESP e Grupo São Martinho apoiarão Centro de Pesquisa em Engenharia

FAPESP e Grupo São Martinho apoiarão Centro de Pesquisa em Engenharia

Chamada é aberta para Centro que desenvolverá pesquisa em medidas sustentáveis para controle de pragas e doenças da cana-de-açúcar (foto: Wikimedia)

A FAPESP e o Grupo São Martinho anunciam o lançamento de uma chamada de propostas para a criação de um novo Centro de Pesquisa em Engenharia (CPE), voltado ao desenvolvimento de pesquisa internacionalmente competitiva em medidas sustentáveis para controle de pragas e doenças da cana-de-açúcar.

O escopo do CPE abrange estudos doenças e pragas da cultura, sejam elas principais, secundárias ou emergentes. As linhas de pesquisa que deverão ser contempladas pelo centro são, de maneira geral:

1) Criação massal e automação na produção massal de parasitoides, predadores e patógenos utilizados no controle de pragas e doenças da cana-de-açúcar, com vistas à redução do custo de produção.

2) Processos de produção e formulação de patógenos.

3) Alternativas de Controle de pragas e doenças emergentes (ou já consolidadas), como Sphenophorus levis e antracnose ou relacionadas à cultura como Stomoxys calcitrans (mosca-dos-estábulos).

4) Estudo de promotores de crescimento vegetal (fungos e micorrizas).

O financiamento das atividades do CPE será por cinco anos com possibilidade de prorrogação até dez anos.

Os recursos alocados poderão ser utilizados com grande grau de autonomia. Em contrapartida, a FAPESP e o Grupo São Martinho observarão um acompanhamento permanente, com avaliações periódicas das atividades do Centro.

A premissa que fundamenta e orienta um CPE é a realização de pesquisa competitiva internacionalmente segundo os melhores referenciais mundiais de excelência.

Fator determinante para o sucesso de um CPE é a existência de uma equipe com composição balanceada entre pesquisadores principais, pesquisadores associados, pesquisadores visitantes, pós-doutores, estudantes de pós-graduação e de graduação e pessoal técnico de apoio, apoiada por serviços administrativos e de gestão de excelente qualidade.

As dimensões, a estrutura e forma de operação do CPE deverão ser determinadas em função das atividades de pesquisa, difusão e transferência de conhecimento a serem executadas. Em particular, o Centro deverá ser operado por uma instituição sede. A associação com outras instituições do Estado de São Paulo será considerada como fator de valorização da proposta e, em alguns casos, poderá ser essencial para fazer a proposta mais robusta.

Com a chamada, a FAPESP adapta seus bem-sucedidos programas Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) e Apoio à Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE) de modo a permitir o financiamento de um CPE por um parceiro empresarial motivado para usar os resultados obtidos com a pesquisa.

Propostas para o novo CPE serão recebidas até 4 de dezembro de 2017.

A chamada de propostas está publicada em: www.fapesp.br/11188.